Show simple item record

dc.contributor.authorRinaldi, Elaine Cristina Antunespt_BR
dc.contributor.otherMeier, Marineli Joaquimpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagempt_BR
dc.date.accessioned2013-04-01T13:33:51Z
dc.date.available2013-04-01T13:33:51Z
dc.date.issued2013-04-01
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/29834
dc.description.abstractResumo: As úlceras por pressão (UP) constituem um problema para os serviços de saúde e representam um desafio para o cuidado e para as equipes multidisciplinares, pela elevada prevalência, incidência e diversidade de medidas profiláticas e terapêuticas existentes. Objetivou-se verificar a prevalência e os fatores de risco para úlcera por pressão em um Hospital no interior do Paraná; caracterizar o perfil sociodemográfico dos pacientes internados na instituição em estudo e descrever as características clínicas das úlceras por pressão. Trata-se de um estudo epidemiológico, observacional, de delineamento transversal, desenvolvido em abril de 2012. Os pacientes foram avaliados quanto a características sociodemográficas, fatores de risco por meio da escala de Waterlow e presença ou ausência de UP. Foram classificadas e avaliadas conforme o sistema MEASURE as UP identificadas. Os dados foram analisados com o programa computacional Statistica v.8.0; p<0,05 indicaram significância estatística. A prevalência pontual foi de 8,4% e excluindo-se as úlceras grau I foi de 6,1%. Apresentaram UP, 11 dos 121 pacientes avaliados, com total de 27 úlceras, (51,9%) de grau II, (37,0%) de grau I, (11,1%) de grau indefinido e de grau III e IV não foram identificadas, sendo a região sacra (22%) a mais acometida, seguida da região isquiática (14,8%). Dos portadores (54,5%) eram do sexo feminino, com média de idade de 69,5 anos, predomínio de UP em maiores de 60 anos (72,7%), cor de pele branca (81,8%), escolaridade até o ensino fundamental (63,6%) e (72,7%) eram aposentados. Os fatores de risco para UP de Waterlow, idade e relação do peso/altura (IMC) apresentaram significância estatística. Aponta-se para necessidades de implementar medidas para identificação de UP, bem como para prevenção e tratamento, além do desenvolvimento de outros estudos referente a prevalência.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectÚlcera por pressãopt_BR
dc.subjectEnfermagempt_BR
dc.subjectFatores de riscopt_BR
dc.titlePrevalência de úlcera por pressãopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record