Show simple item record

dc.contributor.authorEduardo,Elizabete Araújopt_BR
dc.contributor.otherPeres, Aida Marispt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagempt_BR
dc.date.accessioned2013-03-11T15:30:35Z
dc.date.available2013-03-11T15:30:35Z
dc.date.issued2013-03-11
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/29662
dc.description.abstractResumo: Os instrumentos gerenciais sustentam as ações administrativas realizadas pelo enfermeiro. Este estudo teve como objetivo desenvolver um Plano de Ação participativa para uso de instrumentos de apoio às atividades gerenciais de enfermeiros em um hospital público. Trata-se de uma pesquisa exploratória, de abordagem qualitativa na modalidade pesquisa-ação, composta por amostra de nove enfermeiros gestores do Estado do Paraná. A coleta de dados ocorreu em quatro fases: na Fase 1, foram aplicados questionários semiestruturados dos quais emergiram informações sobre os instrumentos gerenciais que propiciaram a elaboração de um Quadro Lógico (QL). A Fase 2 constituiu-se de oito seminários. Na Fase 3 elaborou-se um Plano de Ação participativa para uso dos instrumentos gerenciais; e a Fase 4 compreendeu a avaliação e validação das ações, apontadas como necessárias pelos sujeitos da pesquisa, para a utilização dos instrumentos gerenciais contidos no Plano de Ação. Os dados foram analisados segundo a técnica de análise de conteúdo, na modalidade temática de Bardin. Os instrumentos gerenciais gerais apontados como capazes de apoiar as atividades dos enfermeiros foram: Planejamento; Comunicação; Dimensionamento de pessoal e Liderança; Negociação e Tomada de decisão; Supervisão, Avaliação, Gerenciamento de materiais, Sistema de Informação, Educação continuada; Gerenciamento de risco; Acreditação/Qualidade, Auditoria, Recrutamento e seleção, Gerenciamento de tempo, Autonomia, Gerenciamento de custos, Gerenciamento de processos, Organização, Fluxos/POPs. Destes, três instrumentos foram escolhidos pelo grupo para aprofundamento das discussões: Tomada de decisão, Negociação, Liderança. Para favorecer o planejamento e o acompanhamento dos debates foi produzido coletivamente o QL de cada um deles. Conclui-se que, em um contexto de atividades gerenciais dos enfermeiros voltadas às demandas administrativo-burocráticas institucionais, a elaboração de um Plano de Ação participativo possa contribuir para mudanças na organização do processo de trabalho do enfermeiro na dimensão gerencial, à medida que fornece sustentação teórica para a prática, eleva o grau de empirismo relacionado ao conhecimento e uso de instrumentos gerenciais, e favorece a incorporação destes recursos no cotidiano de trabalho do enfermeiro. Identificou-se a necessidade de desenvolvimento de competências para potencializar o uso de instrumentos gerenciais, competências estas que devem estar embasadas em saberes administrativos, relacionados aos modelos e conceitos da administração atual. Este estudo permitiu visualizar os avanços e desafios do processo de trabalho do enfermeiro na dimensão gerencial, que apontam para novas formas de gerenciamento.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectHospitais - Administraçãopt_BR
dc.subjectServiços de enfermagem - Administraçãopt_BR
dc.subjectEnfermagempt_BR
dc.subjectEnfermagem - Administração hospitalarpt_BR
dc.titlePlanos de ação para uso de instrumentos de apoio gerencial em serviço de enfermagem hospitalarpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record