Show simple item record

dc.contributor.advisorKuenzer, Acácia Zeneidapt_BR
dc.contributor.authorRamos, Elisabeth Christmannpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.date.accessioned2019-09-25T12:36:33Z
dc.date.available2019-09-25T12:36:33Z
dc.date.issued1996pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/29517
dc.descriptionOrientador: Acacia Zeneida Kuenzerpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Parana, Setor de Educaçãopt_BR
dc.description.abstractResumo: A dissertação tem por objetivo fazer uma análise crítica da educação ambiental na sua institucionalização histórica e nas suas implicações teóricas e sociais. Essa análise inicia-se com a leitura dos documentos oficiais das principais conferências e encontros internacionais que deram origem à educação ambiental, desde a Conferência Mundial sobre o Meio Ambiente Humano. Estocolmo. 1972. até a Conferência Internacional sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento na cidade do Rio de Janeiro. 1992. A constatação histórica do modo como a sociedade, através de organismos internacionais como a UNESCO. reivindicou a necessidade da educação ambiental e a sua relação com o contexto politico. económico e social, onde as suas finalidades e objetivos foram definidos, possibilitou a delimitação das bases teóricas que dão sustentação à educação ambiental, as quais foram criticamente analisadas. Das implicações teóricas e sociais necessárias à compreensão e prática da educação ambiental, très aspectos são destacados: as concepções de natureza, os movimentos ecológicos, as representações de meio ambiente e o conceito de ecologia. As categorias de totalidade e de interdependência marcaram metodologicamente o trabalho. Esses elementos temáticos, tomados como suporte crítico, tomaram-se reguladores para a análise dos equívocos na prática da educação ambiental. Nesse sentido, a reflexão crítica da prática educacional no seu conjunto é indispensável para a apreensão do significado da educação ambiental e dos seus pressupostos epistemológicos.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: We aim to critically analyse environmental education in its historical institutionalization and its theoretical and social implications. We start by reading official documents about the main conferences and international meetings which led to environmental education, from the World Conference about Human Environment in Sthocolm in 1972 until the International Conference about Environment and Development in Rio de Janeiro in 1992. The historical data about society collected by international institutions such as UNESCO emphasized how much environmental education is needed and its relationship with the political, economical and social context in which its goals are set: as a consequence its theoretical goals have been critically analysed. From the theoretical and social implications to environmental education understanding and practice, we emphasize the following aspects: nature concept, ecological movements, environmental representation and ecology concept. Interdependence and totality marked our research methodologically. These topic elements, which were our critical support, became the regulators o f the analysis of the mistakes in environmental education practice. Summing up. a critical reflection of educational practice as a whole is unavoidable if one intends to catch the meaning of environmental education and its epistemological presupposition.pt_BR
dc.format.extent140 f. ; 30 cm.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectEducação ambientalpt_BR
dc.subjectDissertações - Educação - Educaçãopt_BR
dc.titleEducação ambiental : evolução historica, implicações teóricas e sociais: uma avaliação criticapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record