Show simple item record

dc.contributor.advisorBolsanello, Maria Augustapt_BR
dc.contributor.authorFlores, Danielle Bonaminpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.date.accessioned2018-08-13T20:51:46Z
dc.date.available2018-08-13T20:51:46Z
dc.date.issued2012pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/29287
dc.descriptionOrientadora: Profª Drª Maria Augusta Bolsanellopt_BR
dc.descriptionDissertaçõao (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação. Defesa: Curitiba, 30/08/2012pt_BR
dc.descriptionBibliografia: fls. 131-143pt_BR
dc.description.abstractResumo: A presente pesquisa investigou as concepções dos profissionais de creche (educadores e pedagoga) sobre o desenvolvimento da linguagem das crianças. Verificou como os educadores e a pedagoga compreendem a linguagem expressiva e receptiva, como concebem seu papel no desenvolvimento linguístico das crianças e que referências utilizam para avaliar/ acompanhar o desenvolvimento infantil. Caracterizou-se por uma investigação qualitativa e exploratória, na qual participaram três educadores e uma pedagoga de um Centro Municipal de Educação Infantil de Curitiba. Também foram avaliadas treze crianças utilizando como instrumento a Escala de Linguagem Bayley III, sub- escala de comunicação expressiva e comunicação receptiva. Após análise qualitativa dos dados, observou, entre outros fatores, que os profissionais: a) possuem fragilidades na compreensão da linguagem infantil; b) possuem compreensão unilateral sobre o desenvolvimento infantil, com ênfase no ambiente e na afetividade; c) a avaliação da crianças se dá de maneira intuitiva, burocrática; d) há uma tendência de culpabilizar as famílias pelas dificuldades no desenvolvimento da criança; e) embora os profissionais contem com documentos e materiais orientadores que abordam a questão da linguagem e poderiam auxiliar a elaboração do planejamento, não conseguem relacionar as atividades propostas com as crianças e o contexto; f) a rotina extenuante e quantidade de crianças por turma, dificulta que os profissionais possam estabelecer um relacionamento mais atencioso com as crianças; g) os profissionais reconhecem as fragilidades de sua formação acadêmica e a falta de compreensão sobre o desenvolvimento infantil. Após participarem da avaliação do desenvolvimento da linguagem das crianças, observou que os educadores: a) ficaram surpresos com as possibilidades comunicativas manifestadas pelas crianças; b) compreenderam melhor os aspectos expressivo e receptivo da linguagem; c) observaram o quanto materiais simples e o olhar atento possibilitam visualizar o desenvolvimento da criança. Os resultados sugerem a necessidade de proporcionar formação continuada aos profissionais sobre o desenvolvimento infantil, abordando mais especificamente o desenvolvimento da linguagem e o papel do educador nesse processo.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The present search investigated teacher's conceptions and pedagogue of kindergarten on language development of children. Was verified as educators understand the expressive and receptive language, how they conceive their role in language development of children and which references are using to assess / monitor child development. Characterized by a qualitative and exploratory research, which was attended by three educators and a pedagogue from kindergartens institutions. Thirteen children were also assessed using the Scale-Language Bayley III, sub-scale communication receptive and expressive communication. After qualitative data analysis, it is observed among other things, that the professionals: a) have weaknesses in language comprehension, b) have an unilateral understanding of child development, with emphasis on the environment and affectivity c) the evaluation of children occurs in intuitively and bureaucratic way, d) there is a tendency to blame the families for the difficulties in child development, e) however professionals has guiding documents and materials produced by the sponsor, which address the question of language and could assist in the preparation of planning, they are not able to relate the proposed activities with the children and context, f) routine is exhausting, the amount of children per class makes it difficult for professionals to establish more caring relationship with children, g) professionals recognized the weaknesses of their academic and lack of understanding of child development. After participating in the evaluation of language development of children, it was observed that the professionals: a) were surprised with the communicative possibilities raised by children, b) they better understood that language involves aspects expressive and receptive c) observed how simple materials and watchful eye are able to view of child development. The results suggest the need to provide continuing education for professionals on child development, addressing more specifically the development of language and the role of the educator in this process.pt_BR
dc.format.extent164f. : il., grafs., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectDissertações - Educaçãopt_BR
dc.subjectAquisição de linguagempt_BR
dc.subjectCrianças - Linguagempt_BR
dc.subjectCrianças - Desenvolvimentopt_BR
dc.subjectEducação de criançaspt_BR
dc.subjectProfessores de educação pré-escolar - Formaçãopt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.titleConcepções dos profissionais sobre o desenvolvimento da linguagem de crianças no contexto da crechept_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record