Show simple item record

dc.contributor.authorCetnarski Filho, Ricardopt_BR
dc.contributor.otherNogueira, Antonio Carlospt_BR
dc.date.accessioned2013-06-13T14:29:03Z
dc.date.available2013-06-13T14:29:03Z
dc.date.issued2013-06-13
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/2916
dc.description.abstractO objetivo desta pesquisa foi fornecer dados sobre as características da regeneração natural e a produção de mudas pelo aproveitamento da regeneração natural de Ocotea odorifera (Vel.) Rohwer (canela-sassafrás). Por possuir um óleo essencial com elevado teor de safrol, de largo emprego em vários ramos da indústria, a espécie foi explorada de forma intensiva e atualmente aparece citada em várias listas de espécies em extinção. Os trabalhos de campo foram desenvolvidos no Município de Tijucas do Sul - PR., em um trecho primário alterado da Floresta Ombrófila Mista Montana, de propriedade da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Os estudos foram realizados em duas etapas, sendo primeiro o levantamento da regeneração natural, em dez parcelas circulares com 6 m de raio (113,1 m²), demarcadas a partir de uma árvore matriz central. Dentro das parcelas todas as plantas de Ocotea odorifera de até 1,20 m de altura foram marcadas e suas alturas e posições registradas. Em seguida foram selecionadas 360 mudas da regeneração, fora da área amostral, para testes em viveiros. O experimento foi instalado seguindo-se o delineamento inteiramente casualizado, com quatro tratamentos e seis repetições, com quinze mudas cada, distribuídas da seguinte maneira: T0 - 120 dias a pleno sol; T1 - 90 dias em sombrite 30 %, mais 30 dias a pleno sol; T2 - 60 dias em sombrite 50 %, seguido de 30 dias em sombrite 30 %, e 30 dias a pleno sol e T3 - 30 dias em sombrite 70 %, seguido de 30 dias em sombrite 50 %, 30 dias em sombrite 30 %, e 30 dias a pleno sol. Foram encontradas 289 plantas da regeneração natural nas dez parcelas estudas (0,25/m²), a maioria com menos de 20 cm de altura (54 %), com maior concentração fora da área de projeção da copa da árvore matriz central. A espécie apresentou um padrão de distribuição agregado. As plantas retiradas da regeneração natural e submetidas aos tratamentos com sombreamento apresentaram maiores índices de sobrevivência, mas entre as que continuaram vivas, não houve diferenças significativas no incremento em altura entre os tratamentos.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectSassafraspt_BR
dc.subjectSassafras - Mudas - Paranápt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleRegeneraçao natural de Ocotea Odorifera(VELL.)ROHWER(canela-sassafrás) em uma floresta ombrófila mista, no estado do Paranápt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record