Show simple item record

dc.contributor.advisorVoese, Simone Bernardespt_BR
dc.contributor.authorArruda, Leila Luciapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Sociais Aplicadas. Programa de Pós-Graduaçao em Contabilidadept_BR
dc.date.accessioned2012-12-07T15:50:03Z
dc.date.available2012-12-07T15:50:03Z
dc.date.issued2012-12-07
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/28827
dc.description.abstractResumo: Com a incapacidade do Estado de atender os problemas sociais, os direitos universais ficam fragilizados, propiciando condições sociais, econômicas e políticas para que a sociedade civil, por meio das entidades do Terceiro Setor, minimizem tais problemas, tornando-se assim um Estado norteador e fiscalizador. Essas entidades são organizações sem fins lucrativos e não governamentais, que, para realizar suas atividades, movimentam valores significativos, todavia é importante evidenciar que as instituições apresentam certa dificuldade na captação de recursos, acarretando problemas financeiros. Mesmo com o acesso às ferramentas de contabilidade gerencial, essas instituições não conseguem fazer de forma adequada a gestão, obtendo o máximo de eficiência e eficácia. Nesse contexto, o objetivo desta dissertação consiste em identificar as similaridades entre as ferramentas de contabilidade gerencial usadas por organizações do Terceiro Setor no Brasil e na Itália. O tema proposto à discussão tem importância a partir de alguns aspectos a serem considerados, pois se fundamenta pela conotação social e acadêmica. Procurou-se identificar e analisar as ferramentas de contabilidade gerencial utilizadas por organizações do Terceiro Setor no Brasil e na Itália, evidenciando-se as similaridades existentes. A pesquisa tem relevância para o meio acadêmico devido à escassez de pesquisas em Contabilidade sob o tema Terceiro Setor. Este estudo está sob a égide da teoria institucional. Com relação à abordagem do problema, classifica-se como qualitativa e, quanto à tipologia, classifica-se como estudo de caso. Inicialmente foram selecionados artigos da área, de países como Reino Unido, Brasil, China e Espanha e, a partir de sua análise, foram selecionadas as ferramentas de contabilidade gerencial usadas, elaborando-se assim um roteiro de pesquisa, excluindo-se as aplicadas exclusivamente para as indústrias. Os achados da pesquisa evidenciam que as organizações do Terceiro Setor utilizam ferramentas de contabilidade gerencial tanto no Brasil quanto na Itália, e, dentre as similaridades existentes, identifica-se o orçamento, uma ferramenta utilizada nas duas instituições. No entanto, existem divergências, posto que a WFF Itália apenas cumpre com as exigências de apresentar o orçamento para WWF Internacional, enquanto que a WWF Brasil adota essa técnica buscando atingir maior detalhamento das informações gerenciais. No tocante à tecnologia da informação, constatou-se que as duas instituições fazem uso. Porém, outra diferença observada é que, na WWF Brasil, existe implantado um sistema integrado que auxilia a gestão, o CRM, Customer Relationship Management, desde 2005. Já, na WWF Itália, não foi verificado nenhum sistema de gerenciamento integrado. Os pressupostos de que existem ferramentas de contabilidade gerencial aplicadas ao Terceiro Setor e de que existem ferramentas similares nas instituições pesquisadas do Brasil e da Itália foram confirmados mediante a análise de conteúdo, a análise de discurso e a análise documental.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectContabilidade gerencialpt_BR
dc.subjectTerceiro setor - Contabilidadept_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleFerramentas de contabilidade gerencial no Terceiro Setorpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record