Show simple item record

dc.contributor.advisorMonardes, Humberto Gonzalopt_BR
dc.contributor.authorAlmeida, Rodrigo dept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Ciencias Veterináriaspt_BR
dc.date.accessioned2012-12-05T12:13:48Z
dc.date.available2012-12-05T12:13:48Z
dc.date.issued2012-12-05
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/28813
dc.description.abstractDados provenientes do Programa de Análise de Rebanhos Leiteiros do Paraná da Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa foram analisados com o objetivo de avaliar os efeitos de alguns fatores de meio ambiente sobre as características produtivas e estimar os componentes de variância e covariância para estas características em vacas da raça Holandesa na região B8tavo, município de Carambeí, estado do Paraná. Foram estudadas as características produtivas de 32.243 lactações de 10.353 vacas da raça Holandesa, variedades HPB e HVB, filhas de 725 reprodutores, em 131 rebanhos, sendo estas lactações controladas entre 1977 e 1994. As médias observadas com os respectivos desvios-padrão para produção de leite, produção de gordura e porcentagem de gordura foram, respectivamente: 6.608 +- 929 kg, 215 +- 32 kg e 3,28 +- 0,24%. Para a análise dos efeitos de meio ambiente sobre as características produtivas foi empregado o método dos Quadrados Mínimos. Os efeitos de rebanho, ano de parto, estação de parto, freqüência de ordenha, idade da vaca ao parto, período de lactação, vaca e reprodutor influenciaram significativamente (P<0,01 ) as três características produtivas estudadas. Os efeitos de variedade de pelagem, grupo genético e origem do reprodutor afetaram significativamente (P<0,01 ) as produções de leite e de gordura, mas não foram importantes fontes de variação (P>0,05) para a porcentagem de gordura. Para a estimativa dos componentes de variância e covariância foi empregado o método da Máxima Verossimilhança Restrita, adotando-se um modelo animal univariado para a estimativa dos coeficientes de herdabilidade e repetibilidade, e um modelo de reprodutores multivariado para a estimativa das correlações fenotípicas e genéticas. Os valores de herdabilidade e repetibilidade estimados e seus respectivos erros-padrão foram, respectivamente, de 0,28 +- 0,04 e 0,44 +- 0,04 para produção de leite, 0,27 +- 0,04 e 0,43 +- 0,04 para produção de gordura e 0,47 +- 0,06 e 0,64 +- 0,05 para porcentagem de gordura. A correlação genética entre produção de leite e produção de gordura foi de 0,52 +- 0,09. A correlação genética entre produção de leite e porcentagem de gordura foi de -0,41 +- 0,10. E finalmente a correlação genética entre produção de gordura e porcentagem de gordura foi de 0,57 +- 0,08pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectHolandes (Bovino) - Paranápt_BR
dc.subjectHolandes (Bovino) - Melhoramento genéticopt_BR
dc.subjectOrdenhapt_BR
dc.subjectAnimais - Melhoramento genéticopt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleEstudo dos efeitos de meio ambiente e geneticos sobre as caracteristicas produtivas de vacas de raca holandesa na região da Batavo, Estado do Paranapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record