Show simple item record

dc.contributor.advisorMelo, Vander de Freitas, 1966-pt_BR
dc.contributor.authorMartins, Robertopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Ciencia do Solopt_BR
dc.date.accessioned2012-11-30T15:19:47Z
dc.date.available2012-11-30T15:19:47Z
dc.date.issued2012-11-30
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/28762
dc.description.abstractEste trabalho foi realizado em solos localizados no município de Castro-Pr, na região do ABC, visando estudar a contribuição de formas não-trocáveis de K presentes nos minerais do solo, na nutrição mineral da cultura do trigo e avaliar a eficiência de diferentes métodos de extração de K no diagnóstico da disponibilidade do nutriente para as plantas. O principal critério usado na seleção dos dez perfis foi a geologia do local, onde foram contemplados os seguintes materiais de origem: granito (Gr), embrechito (Em), arenito (Ar), siltito/arcósio (Si/Arc), micaxisto (Mi), riolito (Ri), diabásio (Di) e conglomerado (Co). Nestas unidades selecionadas foram abertas trincheiras até 40 cm (camada arável), de onde se coletaram amostras de solo para a execução do experimento em casa de vegetação e para a realização das análises químicas, físicas e mineralógicas (frações areia, silte e argila). Com propósito de avaliar a reserva mineral em relação ao grau de intemperismo, no diabásio e micaxisto, selecionaram diferentes classes de solo (NITOSSOLO, CAMBISSOLO e LATOSSOLO) perfazendo um total de 10 solos .As unidades experimentais foram constituídas por vasos com 4 dm3 e 10 plantas aptas, distribuídas em blocos ao acaso, com três repetições. Os solos foram calcariados e adubados com macro e micronutrientes, com exceção de K, e os vasos foram regados periodicamente à capacidade de campo. As plantas de trigo foram colhidas ao término do ciclo produtivo e, após secas e pesadas, determinou-se a produção em matéria seca da parte aérea, grãos e raízes. Esses materiais vegetais foram moídos e amostrados para a determinação do teor de K. Para avaliar a disponibilidade de K, submeteram- se amostras de TFSA, antes e após o plantio, aos tratamentos com Mehlich-1 e Acetato de Amônio 1 M (K trocável). Avaliou-se também a reserva mineral dos solos por meio da digestão das amostras com HF concentrado (K total), extração com NaHSO4 (K estrutural presente na mica) e tratamentos com concentrações crescentes de H NO3 fervente (K não-trocável). Os dados foram submetidos a análises de variância e correlação de Pearson, sendo que, nesta última, procurou-se relações significativas entre os teores de K extraídos do solo, por diferentes metodologias e a produção e conteúdo de K na planta. As amostras da fração areia dos perfis P3Ar e P6Mi mostraram-se ricas em minerais primários, onde a presença de micas e feldspatos, respectivamente, representam reserva potencial de K para as plantas. Os solos em estudo são, essencialmente, cauliníticos, com presença de mica nas frações silte e argila nos perfis P3Ar, P4Si/Arc, P6Mi, P7Ri, P9Di e P10Co. Em relação à utilização da reserva mineral de K dos diferentes perfis, verificou-se a seguinte seqüência crescente no potencial de liberação do nutriente para as plantas: P1Gr, P2Em, P5Mi, P4Si/Arc, P7Ri, P3Ar, P9Di, P10Co, P8Di, P6Mi. A contribuição do K não-trocável do solo na nutrição mineral das plantas foi mais expressiva nos perfis P1Gr, P3Ar, P6Mi e P10Co, chegando a valores de 54% do total acumulado pelas plantas. Palavras-chave: K não-trocável; ácido nítrico fervente; mica; feldspatopt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectSolos - Teor de potassio - Castro,PRpt_BR
dc.subjectPlantas - Efeito do potassio - Castro,PRpt_BR
dc.subjectTrigo - Adubos e fertilizantespt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleContribuiçao da reserva de potássio na nutriçao e produçao do trigo em solos do município de Castro, estado do Paranápt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record