Show simple item record

dc.contributor.advisorReissmann, Carlos Brunopt_BR
dc.contributor.authorCarneiro, Charlespt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Ciencia do Solopt_BR
dc.date.accessioned2012-10-31T13:37:25Z
dc.date.available2012-10-31T13:37:25Z
dc.date.issued2012-10-31
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/28629
dc.description.abstractEste trabalho teve como objetivo comparar cinco metodologias de análise química foliar e suas relações para análise de K, Ca, Mg, Mn, F e, Cu, Zn e Al. As amostras foram coletadas a partir de um experimento a campo com calagem em erva-mate (Ilex paraguariensis St. Hill), localizado no município de Pinhais - PR. Os métodos avaliados foram: digestão úmida nitro-perclórica, digestão seca em cadinhos de porcelana, digestão seca em cadinhos de platina, extração úmida em HCl 1mol/L e extração úmida em HCl 1mol/L+d (d = diluição 1:3). As amostras em laboratório foram avaliadas segundo um arranjo em parcelas sub-divididas, tendo como tratamentos - fator A, as 5 metodologias de análise química propostas; e como tratamentos-fator E, os níveis de saturação por bases do experimento a campo. Todos os elementos avaliados no trabalho foram significativos (F 0,01) para a variável métodos. Os métodos digestão nitro-perclórica, digestão em cadinhos de porcelana, extração em HCl 1mol/L e extração em HCl 1mol/L+d apresentaram altas solubilizações para a maioria dos elementos. O método de extração HCl 1 mol/L +d foi superior ao método HCl 1mol/L para os elementos K, Mg, Mn, Fe, Zn e Al. As determinações para Fe nos métodos de extração foram baixas. O método de digestão via seca em cadinhos de porcelana apresentou baixos valores para as concentrações de Ca, Zn e Cu. Na digestão via seca em cadinhos de platina, as determinações foram baixas para todos os elementos experimentados. F oram também estabelecidas correlações lineares simples e equações de regressão linear para todas as metodologias e elementos propostos, atestando altas correlações entre todos os métodos para os elementos K, Mg, Mn, Zn e Al. Os elementos Ca e Cu apresentaram baixos coeficientes de correlação para a maioria das relações testadas. O elemento Fe não demonstrou alta correlação para nenhuma das relações entre métodos testadas, e apresentou variabilidade alta nos testes de repetibilidade. A composição fisico-química da matriz analítica pode influenciar os processos de digestão e extração, e também o procedimento de leitura. F oram observadas interferências na determinação de Zn em soluções com concentrações elevadas de Fe. A partir da análise dos resultados, acredita-se que erros determinados e indeterminados aconteceram nas marchas analíticas. A análise da correlação e a quantificação proporcional solubilizada em cada método são as principais ferramentas para comparar metodologias analíticaspt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectAnalise foliarpt_BR
dc.subjectPlantas - Analisept_BR
dc.subjectErva-mate - Nutriçãopt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleComparaçao de cinco métodos de análise química foliar utilizando erva-mate (Ilex Paraguariensis St. Hill) como matriz analíticapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record