Show simple item record

dc.contributor.advisorCarvalho, Francisco José Pereira de Campos, 1955-pt_BR
dc.contributor.authorCastro, Rodrigo Azevedopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Ciencia do Solopt_BR
dc.date.accessioned2012-09-25T17:18:20Z
dc.date.available2012-09-25T17:18:20Z
dc.date.issued2012-09-25
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/28153
dc.description.abstractUm dos problemas enfrentados, atualmente, em relação ao tratamento de esgotos urbanos é a disposição final do lodo de esgoto produzido. Entre as formas de disposição final deste lodo, o sistema de landfarming se destaca pela minimização de impactos ambientais em relação a outras formas de disposição como a oceânica, a incineração e o uso agrícola. A disposição agrícola e a oceânica, embora permitam a ocorrência da biodegradação do lodo, implicam em contaminantes biológicos e/ou metais pesados ao meio ambiente. Por outro lado, a incineração quando realizada dentro dos padrões requeridos de emissões gasosas, não se justifica pelo alto custo envolvido. No entanto, o sistema de landfarming permite altas taxas de aplicação e degradação, de modo seguro e econômico. Com o objetivo de verificar a possibilidade de tratamento do lodo de esgoto da estação de tratamento de efluentes ETE-Belém com os microrganismos da camada reativa do landfarming da Repar, foram realizados estudos em condições de campo e laboratório. Estes estudos envolveram a aplicação de lodo de esgoto na camada reativa do landfarming, com determinação das melhores doses para tratamento medidas pelas curvas de doses e estudos que envolveram o tratamento de lodo de esgoto em solos não contaminados, com a adição do inóculo preparado a partir da camada reativa do landfarming em conjunto com substrato oleoso. As taxas de biodegradação foram determinadas através da respiração do solo e pela oxidação da matéria orgânica. Os resultados obtidos indicaram a possibilidade de tratar o lodo de esgoto com microrganismos da camada reativa do landfarming e necessidade da utilização de substrato oleoso para estabelecimento da biodegradação destes compostos. A viabilidade da aplicação do lodo em sistema de landfarming com os microrganismos foi comprovada, sendo recomendado o uso de substrato oleoso para promover as condições necessárias ao tratamento com eficiênciapt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectLodo de esgoto - Tratamentopt_BR
dc.subjectÁguas residuais - Purificação - Tratamento biológicopt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleTratamento de lodo de esgoto urbano no solo com microorganismos de "Landfarming" e substrato oleosopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record