Show simple item record

dc.contributor.authorOliveira, Alessandro Silva Souza
dc.contributor.otherTakahashi, Adriana Roseli Wunsch
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Programa de Pós-Graduação em Administração
dc.date.accessioned2015-11-16T20:50:42Z
dc.date.available2015-11-16T20:50:42Z
dc.date.issued2012
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/28073
dc.descriptionOrientadora : Profª Drª Adriana Roseli Wünsch Takahashi
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Administração. Defesa: Curitiba, 10/05/2012
dc.descriptionInclui referências
dc.description.abstractResumo: Esta pesquisa buscou contribuir para os estudos do campo organizacional quando objetivou compreender como se desenvolve o processo de aprendizagem organizacional em eventos raros. Neste estudo, o processo de aprendizagem organizacional é analisado a partir de uma abordagem integradora, que contempla perspectivas comportamentais, cognitivas, sociais e culturais. Por sua vez, adotando uma perspectiva processual, busca-se entender a influência dos eventos raros mediante sua experienciação, objetivando compreender a dinâmica organizacional subjacente. Analisar os processos de aprendizagem organizacional, relacionando-os a eventos raros, portanto, intenciona realçar os processos de mudança sentidos nas organizações e entender a dinâmica pela qual novas rotinas se formam e nova base de conhecimento é criada, utilizada e institucionalizada. Para compreender o processo de aprendizagem organizacional a partir de uma abordagem integradora, optou-se por utilizar como suporte a Teoria da Aprendizagem Social (ELKJAER, 2003) e alguns pressupostos da Teoria Neoinstitucional que são a institucionalização e a legitimação. Para aplicar estes construtos foi escolhida uma organização do setor educacional brasileiro. Este segmento é caracterizado, a partir de 2007, por um alto nível de concorrência, profissionalização da gestão e presença de grandes grupos educacionais no mercado de capitais, o que desencadeou processos de fusões e aquisições, considerados neste estudo como eventos raros que permitem revelar o processo de aprendizagem organizacional na Faculdade GAMA ALFA, instituição de ensino superior objeto desta pesquisa, que passou por um processo de aquisição no ano de 2008. Quanto à metodologia, trata-se de uma pesquisa exploratória, de abordagem qualitativa e método de estudo de caso único, sob uma perspectiva temporal de aproximação longitudinal com corte transversal em 2011. Os dados coletados mostraram que o processo de aprendizagem é possível de ocorrer por meio de mudanças episódicas e revolucionárias e não apenas por meio de um processo contínuo e incremental. Neste sentido, cabe destacar que as interrupções e descontinuidades promovidas por mudanças episódicas e revolucionárias, como o evento raro ocorrido na GAMA ALFA, podem viabilizar mudanças no estado do conhecimento, institucionalizando novas rotinas e práticas e desinstitucionalizando outras, o que é precedido por fontes de tensão e conflito, essenciais para a tomada de ação que possibilita a reformulação das rotinas. Verificou-se ainda a relevância do papel da tecnologia que, enquanto artefato material, é capaz de direcionar ações de mudança, cruciais para desvelar o processo de Aprendizagem Organizacional. Da mesma forma, destaca-se também o papel das rotinas de gestão de pessoas em criar e institucionalizar valores e crenças capazes de direcionar as ações dos membros organizacionais. Outra constatação da pesquisa é que a Aprendizagem ocorreu em nível organizacional, na medida em que foram percebidas mudanças transformacionais ou de circuito duplo (ARGYRIS E SCHON, 1978) nas rotinas da GAMA ALFA, a partir das quais foi possível verificar a institucionalização de novos conhecimentos, assim como a desinstitucionalização de conhecimentos em desuso. Evidenciou-se ainda que o modelo de gestão e suas práticas assim como o novo modelo de ensino foram incorporados e estabilizados ao longo do tempo, evidenciando que práticas e rotinas se tornaram padrões estáveis de ação, o que evidencia a incorporação de novos conhecimentos.
dc.description.abstractAbstract: This research aimed to contribute to the field of organizational studies by seeking to comprehend how to develop the process of organizational learning through rare events. In this study, the Organizational Learning Process is analysed from an integrated approach, which includes perspectives behavioral, cognitive, social and cultural. In turn, by adopting a procedural perspective, aims understand the influence of rare events by experiencing their, comprising the underlying organizational dynamics. Analyze organizational learning processes, linking them to rare events, is to highlight the processes of change observed in the organizations, from that, understanding the dynamics from which new routines are formed and new knowledge base is created, used and institutionalized. To comprehend the organizational learning process from an integrated approach, it was decided to use as support for the Social Learning Theory (ELKJAER, 2003) and some assumptions of Neo-institutionalist Theory that are institutionalization and legitimation. To apply these constructs, it was chosen the Brazilian educational sector. This segment is characterized, from 2007, by a high level of competition, professional management and presence of major educational groups in the capital market, which triggered mergers and acquisitions, considered in this study as rare events that allow reveal the Organizational Learning Process in GAMA ALFA, private higher education company, object of this study, which has as acquisition in 2008. Regarding the methodology, the nature of the research was exploratory, and qualitative approach, unique case study method and longitudinal time perspective and cross section in 2011. Data analysis shows that the Learning Process is likely to occur through changes episodic and revolutionary and not only through a continuous and incremental process. In this regard it is noteworthy that the breaks and discontinuities promoted by episodic and revolutionary changes, such as the rare event occurred in ALPHA GAMA can enable a change in the state of knowledge, institutionalizing new routines and practices and deinstitutionalizing others, which is preceded by tension and conflict sources, essential for taking action that enables the reformulation of routines. There was also the important role of technology as artifact material, is able to direct actions for change, crucial to unveil the process of Organizational Learning. Likewise, it highlights also the role of people management routines to create and institutionalize the values and beliefs able to direct the actions of organizational members. Another finding of the research is that learning occurred at the organizational level as they were perceived transformational change or double loop (ARGYRIS AND SCHON, 1978) on the routines of GAMA ALFA, as of which it could be verified the institutionalization of new knowledge, as well as the institutionalization of knowledge into misuse. It was evidenced that the management model and its practices as well as new teaching model were incorporated and stabilized over time, showing that practices and routines have become stabled standard action which represents the incorporation of knowledge.
dc.format.extent302f. : il.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectAprendizagem organizacional
dc.subjectUniversidades e faculdades particulares - Administração
dc.subjectEventos especiais
dc.subjectTeses
dc.subjectAdministração
dc.titleProcesso de aprendizagem organizacional em eventos raros : estudo de caso em uma organização privada de educação superior
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record