Show simple item record

dc.contributor.advisorCarvalho, Francisco José Pereira de Campos, 1955-pt_BR
dc.contributor.authorTortato, Danielle Teixeirapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Ciencia do Solopt_BR
dc.date.accessioned2012-08-28T15:53:16Z
dc.date.available2012-08-28T15:53:16Z
dc.date.issued2012-08-28
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/27609
dc.description.abstractResumo: O presente estudo teve como objetivo principal avaliar a Praça Santos Andrade, analisando os aspectos de solo, vegetação, água e ambiente antrópico, com o intuito de fornecer elementos para o desenvolvimento de metodologia de Gerenciamento Ambiental Avançado (GAA) para ambientes urbanos. Através do estudo e da avaliação dos aspectos ambientais foi possível identificar 22 atividades referentes a impactos ambientais. Para o solo foram feitas análises granulométricas, de fertilidade e microbiológicas. A parti dos resultados obtidos foi possível concluir que a fertilidade do solo dos canteiros analisados do logradouro está compatível com este tipo de identificação, podendo ser classificado como de boa qualidade, apesar do teor de matéria orgânica do solo se apresentar elevado em relação aos canteiros tradicionais, devido à decomposição das folhas e dos galhos das árvores, aos excrementos das aves, à ação antrópica ou a todos esses fatores associados. As análises microbiológicas do solo demonstraram que as populações de bactérias são superiores e as populações de fungos são inferiores aos valores encontrados na literatura. Essa variação de populações acarreta danos ao solo. A vegetação foi analisada através da estrutura das gramíneas, que apresentou bom desenvolvimento do sistema foliar e do sistema radicular sem sinais de fitotoxidade, e do levantamento fitossanitário arbóreo, que se encontra em estado satisfatório, no entanto apresenta problemas de podas e de parasitas. Essa vegetação compõe uma paisagem que é uma das grandes atrações da praça, apesar de algumas árvores não terem se adaptado às condições ambientais do logradouro. A água foi analisada para se identificar os parâmetros microbiológicos do grupo dos coliformes, que foi considerada imprópria para consumo humano e para recreação, devido à presença de coliformes fecais e totais, porém a água do chafariz da Praça Santos Andrade está compatível para a sua função que é de harmonia paisagística. O ambiente antrópico foi analisado através de enquetes com freqüentadores da praça, indicando que esses se sentem confortáveis no logradouro e estão satisfeitos com a conservação da praça, porém existem ressalvas, à segurança, ao policiamento e as características da população freqüentadora da praça. A partir do reconhecimento dos impactos ambientais, utilizou-se de três etapas da metodologia do GAA. A primeira foi à definição dos valores e o. baiánço ambiental, a segunda foi a identificação dos fatores limitantes e a terceira a análise de compartimentos e escolha de ferramentas. Os resultados Qbtidos. indicam a possibilidade de uso do G.A.A. para ambientes urbanos, que a união de fatores sociais com ambientais é fundamental para a metodologia do G A A e q u e possibilita, através do estudo realizado na Praça Santos Andrade, a metodologia do G.A.A. possibilita a identificação de fatores adicionais ao gerenciamento tradicional de impactos, os quais são fundamentais para o gerenciamento ambiental, principalmente de água, fatores relativos à vegetação e também da população da praça.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectEspaços abertos - Aspectos ambientais - Curitiba (PR)pt_BR
dc.subjectPraças - Aspectos ambientais - Curitiba (PR)pt_BR
dc.subjectPlanejamento urbano - Aspectos ambientais - Curitiba (PR)pt_BR
dc.subjectSolo urbano - Uso - Curitiba (PR)pt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleGerenciamento ambiental avançado na praça Santos Andradept_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record