Show simple item record

dc.contributor.advisorBonduelle, Ghislaine Mirandapt_BR
dc.contributor.authorBoçon, Robertopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Ciencia do Solopt_BR
dc.date.accessioned2012-08-28T13:52:14Z
dc.date.available2012-08-28T13:52:14Z
dc.date.issued2012-08-28
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/27554
dc.description.abstractEste trabalho teve como objetivo a caracterização de solos, vegetação e do público alvo através de indicadores, no levantamento de informações para o planejamento de trilhas interpretativas. O indicador avaliação dos conhecimentos e valores relativos ao meio ambiente, foi utilizada para caracterização do público alvo. O indicador foi avaliado por meio de um questionário aplicado a 35% do público alvo da área de estudo. Uma média percentual do total de respostas corretas de 58,2%, demonstrou que o grupo amostrado tem recebido informações relativas ao meio ambiente mas não detém uma visão clara das relações entre homem/ambiente. O resultado aponta a importância da implantação de programas de Educação Ambiental, aplicados através de métodos de sensibilização. A caracterização da vegetação foi realizada através do método de parcelas temporárias de 10 X 10 m, instaladas de 50 em 50 m, ao longo do traçado preliminar da trilha. Todas as espécies vasculares acima de 5 cm de diâmetro à altura do peito (DAP) foram amostradas. De acordo com os resultados, a floresta é remanescente de floresta Estacional Semidecidual. A falta ou a baixa ocorrência de determinadas espécies, como Aspidosperma polyneuron, Tabebuia avellanedae e Euterpe edulis, sugerem uma intensa exploração vegetacional, seletiva ocorrida no passado. As espécies com maior representatividade foram Guarea kunthiana, Sorocea bonplandii, Balfouroudendron riedelianum, Bastardinopis densiflora, Patagonula americana, Nectandra megapotamica, Holocalix balansae, que juntas contribuíram com 61,6% do valor de importância. A partir da caracterização da vegetação local, foram definidos os indicadores status, beleza cênica, e utilização antrópica, os quais receberam pontuações distintas para avaliação do potencial da vegetação na interpretação ambiental em uma trilha interpretativa. Espécies com status relevante ocorreram em 73% das parcelas, espécies com beleza cênica ocorreram em 80% das parcelas e espécies com utilização antrópica ocorreram em 93% das parcelas. O total de pontuação obtido nas parcelas aponta um elevado potencial da vegetação para a interpretação ambiental. A caracterização de solos foi realizada através dos indicadores densidade, microporosidade, porosidade total, conteúdo de carbono e condutividade hidráulica. Dos indicadores de solo a densidade aparente foi o que apresentou diferenças mais significativas. Uma diferença de 22% confirma que a área sob uso apresenta-se mais compactada. Uma diferença na porosidade total, embora não significativa, está relacionada ao aumento na densidade na área sob uso. A diferença na condutividade hidráulica está relacionada à compactação do solo na área de uso. O conteúdo de carbono não apresentou diferenças significativas. Os indicadores analisados demonstraram-se eficientes no planejamento de uma trilha interpretativa e apontam um elevado potencial para a implantação de uma trilha interpretativa no localpt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectSolos - Compactaçãopt_BR
dc.subjectTrilhaspt_BR
dc.subjectEducação ambientalpt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleCaracterizaçao de solos, vegetaçao e público alvo como indicadores no planejamento de trilhas interpretativaspt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record