Show simple item record

dc.contributor.authorSantos, Lígia Maria Rodrigues dospt_BR
dc.contributor.otherSahr, Wolf Dietrich Gustav Johannespt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias da Terra. Programa de Pós-Graduaçao em Geografiapt_BR
dc.date.accessioned2013-11-14T11:53:41Z
dc.date.available2013-11-14T11:53:41Z
dc.date.issued2013-11-14
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/27550
dc.description.abstractResumo: A cidade representa um espaço que é caracterizado tanto por seu conjunto funcional desenvolvido em diferentes modos de produção, como abriga também pessoas, grupos humanos, classes sociais e outras formações sociológicas que se relacionam de forma diferenciada com estes espaços na sua existência. Surgem, assim, no interior da cidade diferentes modos de vivência, os modos de produção funcionais e os modos existenciais. Eles se fazem visíveis na configuração das formas urbanas que são compostas por atmosferas, texturas, volumes, cores, associações, enfim, espaços arquitetônicos no sentido mais amplo da palavra. Apreender os mistérios que se escondem em suas formas arquitetônicas é de fundamental importância para todos aqueles que se ocupam da Geografia Urbana. Ao propormos um estudo sobre A Arquitetura urbana da cidade de Ponta Grossa-PR: Um estudo sobre os seus significados artísticos, entendemos que a cidade não apresenta grandes obras arquitetônicas, necessariamente demonstrativas, sendo que poucos cidadãos identificariam nela um objeto de arte. Entretanto, mudando a perspectiva artística da ideia de uma grande obra elitista e autônoma para uma arte social e ambiental, integrada na vivência, aparecem muitas evidências artísticas nas suas expressões e evoluções estéticas. A sua arquitetura, carregada de símbolos, representa pois, o referencial identitário da população, haja vista que é no espaço urbano que encontra-se marcada a sua história. A sensibilidade que permeia as relações sociais na cidade interpenetra-se artisticamente através de suas formas. A cidade com sua estética, com sua harmonia, materializa o espírito, o sensível, as emoções, que apenas aqueles que têm uma percepção da cidade enquanto expressão de arte conseguem apropriar-se desse significado.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectGeografia urbanapt_BR
dc.subjectPlanejamento urbanopt_BR
dc.subjectCidades e vilaspt_BR
dc.titleA Cidade de Ponta Grossa (PR) enquanto expressão de artept_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record