Show simple item record

dc.contributor.advisorCampos, Wagner dept_BR
dc.contributor.authorGasparotto, Guilherme da Silvapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Educação Físicapt_BR
dc.date.accessioned2018-04-02T11:47:35Z
dc.date.available2018-04-02T11:47:35Z
dc.date.issued2012pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/27498
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Wagner de Campospt_BR
dc.descriptionDissertaçao (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciencias Biológicas, Programa de Pós-Graduaçao em Educaçao Física. Defesa: Curitiba, 22/03/2012pt_BR
dc.descriptionBibliografia: fls. 80-92pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentraçao: Exercício e esportept_BR
dc.description.abstractResumo: O período universitário demonstra ser um momento de grande importância no que diz respeito à saúde, quando podem ocorrer mudanças importantes no estilo de vida do indivíduo. Essas mudanças parecem levar à diminuição da prática de atividade física e aquisição de comportamentos que favorecem a problemas cardiovasculares. Objetivo: Verificar a associação entre a prática de atividade física e fatores de risco cardiovascular em universitários, bem como comparar estes fatores entre sexos, períodos de graduação e áreas de estudo. Métodos: A amostra probabilística por conglomerados foi composta por estudantes de cursos de todos os setores da UFPR (Curitiba), nas seguintes áreas de estudo: ciências Humanas, Exatas e Biológicas, onde as turmas foram sorteadas aleatoriamente. A amostra final foi composta por 1197 calouros e 402 graduandos dos períodos diurno e noturno. A prática de atividade física foi avaliada através do International Physical Activity Questionaire (IPAQ) - versão Curta. Comportamentos de tabagismo, etilismo e hábitos alimentares foram verificados com o Youth Risk Behavior Surveillance (YRBS-C), medidas antropométricas foram realizadas para obtenção do Índice de Massa Corporal (IMC) e circunferência de cintura (CC) e foi realizada verificação da Pressão Arterial do método auscultatório. Para análise estatística foram empregados, o teste de Qui-quadrado para comparação das prevalências e a Regressão de Poisson para associação entre o nível de atividade física e os fatores de risco cardiovascular. Resultados: Verificou-se diferenças importantes nas variáveis: atividade física moderado-vigorosa (AFMV), tabagismo, consumo de álcool e variáveis antropométricas, entre os grupos de sexo, períodos de graduação e áreas de estudo. A prevalência de fisicamente ativos foi de 45,5%, fumantes nos últimos trinta dias 11,4%, consumidores de álcool nos últimos trinta dias 64,8%, consumidores de cinco ou mais doses de bebidas alcoólicas numa mesma ocasião em trinta dias 40,2%, cumpridores da recomendação do consumo de frutas no dia anterior à pesquisa 7,9%, saladas ou vegetais 19,7%, consumiram salgado no dia anterior à pesquisa 34,6%, consumo de doces em 68,8%, indivíduos com sobrepeso ou obesidade foram 25,8%, com CC acima da recomendação 9,9% e com PA elevada foram 9,5%. A Razão de Prevalência ajustada mostrou que mais indivíduos cumpridores das recomendações de consumo de frutas (RP=0,68; IC=0,47-0,93) e saladas ou vegetais (RP=0,71; IC=0,56- 0,83) entre os que não cumpriram 150 minutos ou mais de AFMV, para outras variáveis não houve associação. Conclusão: O presente estudo aponta importantes diferenças entre sexo, períodos da graduação e áreas de estudo para prevalências dos fatores de risco cardiovascular em universitários. Além de demonstrar associação entre a prática de atividade física e o consumo alimentar, onde os cumpridores das recomendações de consumo de frutas, saladas ou vegetais estiveram entre os insuficientemente ativos fisicamente.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The university period proves to be a moment of large importance with regard to health, when important changes in individual lifestyle occur. These changes can to lead a decreased physical activity level and acquisition of behaviors that promote cardiovascular problems. Objective: To assess the association between physical activity and cardiovascular risk factors in college students and to compare these factors between the sexes, periods of undergraduation and study areas. Methods: A probabilistic sample was composed of students from courses of all sectors of the Universidade Federal do Paraná (Curitiba), in the following areas of study: Human Sciences, Exact and Biological, where classrooms were randomly selected. The final sample consisted of 1197 freshmen and 402 seniors students of daytime and nighttime. The physical activity practice was assessed by the International Physical Activity Questionaire (IPAQ) – Short version. Behaviors of smoking, drinking and eating habits were checked with the Youth Risk Behavior Survaillance (YRBS-C), anthropometric measurements were perfomed to obtain the body mass index (BMI) and waist circunference (WC) and Blood Pressure by auscultatory method. For statical analysis was employed, chi-square test for to compare the prevalences and Poisson Regression for association between the level of physical activity and cardiovascular risk factors. Results: Was showed important differences in variables: moderate-vigorous physical activity (MVPA), smoking, drinking, and anthropometrical variables between the groups: sexes, undergraduate periods and areas of study. The prevalence of physically actives was 45.5%, smoking in the last thirty days 11.4%, consuming alcohol in the past thirty days 64.8%, consuming five or more heavy drinks in the same time in past thirty days 40.2%, completed the recommendation of fruit consumpition on the day precending the survey 7.9%, vegetable or salads 19.7%, consumed pretzels on the day precending the survey 34.6%, consumed sweets on the day precending 68.8%, overweight or obesity was 25.8%, with 9.9% above the CC recommended and 9.5% were high BP. The adjusted Prevalence Ratio showed that more individuals that completed recommendations of fruit consumpition (PR= 0.68; IC=0.47-0.93) and sala dor vegetables (PR= 0.71; IC=0.56-0.83 ) among those who did not completed 150 minutes or more of MVPA, for other variables showed no associations. Conclusion: The present study showed important differences between sexes, undergraduate periods and areas of study, in the prevalence of cardiovascular risk factors in college students. In addition demontrated.pt_BR
dc.format.extent100f. + anexos : il., grafs., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectAptidão físicapt_BR
dc.subjectFatores de riscopt_BR
dc.subjectEstudantes universitariospt_BR
dc.subjectEducação físicapt_BR
dc.titleAssociação entre o nível de atividade física e fatores de risco cardiovascular em universitários da UFPRpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record