Show simple item record

dc.contributor.advisorSilva, Paulo Vinicius Baptista da, 1965-pt_BR
dc.contributor.authorOliveira Neto, Marcolino Gomes dept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.date.accessioned2020-09-30T14:11:11Z
dc.date.available2020-09-30T14:11:11Z
dc.date.issued2012pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/27470
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Paulo Vinícius Baptista da Silvapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação. Defesa: Curitiba, 28/03/2012pt_BR
dc.descriptionBibliografia: fls. 177-185pt_BR
dc.description.abstractResumo: Nessa dissertação analisamos dois materiais produzidos e publicados pela Secretaria de Estado da Educação do Paraná, as Diretrizes Curriculares de Artes e Arte para a Educação Básica e o Livro Didático Público de Arte para o Ensino Médio, procurando identificar se são utilizadas ou não estratégias de hierarquização entre brancos/as e negros/as nessas publicações. A hipótese levantada era de que a estética e a cultura africana e afro-brasileira eram silenciadas nas duas publicações. O silêncio, nessa dissertação, foi tratado como uma das formas de operação da ideologia que procura manter e reproduzir relações de dominação. Para verificar tal hipótese, utilizamos o método conhecido por Hermenêutica de Profundidade, que possibilitou uma análise do texto e das imagens, estas presentes no Livro Didático Público de Arte para o Ensino Médio. Antes de analisarmos tais publicações, discutimos a presença negra na sociedade paranaense argumentando que essa sempre foi significativa, procurando entender o processo de embranquecimento e as estratégias para sua eliminação física e também da história oficial do estado. Essa discussão subsidiou a análise das duas publicações e acabou confirmando nossa hipótese de que poucas e superficiais são as referências à população negra, africana e brasileira. Em relação às poucas imagens que contemplam negros e negras, observamos que operam para ratificar visões estereotipadas e racistas, estabelecendo espaços específicos para a população negra em nossa sociedade e a população branca como representante natural da espécie humana. Nossa pesquisa confirma também que ainda opera em nosso sistema educacional um pensamento racializado que hierarquiza a arte e a cultura, sendo as de origem europeia, as mais valorizadas.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: In this dissertation we analyze two materials produced and published by the Ministry of Education of Parana, the Curriculum Guidelines for the Arts and Art Education and Basic Public Art Textbook for Secondary Education, seeking to identify if (whether or not) strategies are used or not to rank among white and black people in those publications. The hypothesis was that the aesthetics and African culture and african-Brazilian were silenced in the two publications. The silence in this dissertation was treated as a form of operation of ideology that seeks to maintain and reproduce relations of domination. To verify this hypothesis we used the method known as Depth Hermeneutics which allowed an analysis of text and images, they present the Public Art Textbook for High School. Before reviewing these publications have discussed the black presence in Paraná society arguing that this was always significant, trying to understand the process of whitening and strategies for eliminating physical and also the official history of the state. This discussion has subsidized our analysis of the two publications just confirming our hypothesis that they are few and superficial references to black people, African and Brazilian. Regarding the few images that include black men and women, we observed that operate to ratify and racist stereotypes, establishing specific areas for the black population in our society and the white population as a natural representative of the human species. Our research also confirms that still operates in our educational system that ranks a racialized thinking art and culture, and those of European origin, the most valued.pt_BR
dc.format.extent185 f. : il. [algumas color.], tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectDissertações - Educaçãopt_BR
dc.subjectArtes - Curriculospt_BR
dc.subjectArtes - Livros didaticospt_BR
dc.subjectRelações raciaispt_BR
dc.subjectRacismo nos livros didaticospt_BR
dc.subjectHermenêuticapt_BR
dc.subjectIdeologiapt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.titleArte e silêncio : a arte africana e afro-brasileira nas diretrizes curriculares estaduais e no livro didático público de arte do Paranápt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record