Show simple item record

dc.contributor.authorSilva, Angela Cristina dapt_BR
dc.contributor.otherDarriba, Vinicius Anciaespt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologiapt_BR
dc.date.accessioned2020-05-07T13:35:58Z
dc.date.available2020-05-07T13:35:58Z
dc.date.issued2012pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/27412
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Vinicius Anciães Darribapt_BR
dc.descriptionDissertaçao (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciencias Humanas, Letras e Artes, Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Defesa: Curitiba, 23/03/2012pt_BR
dc.descriptionBibliografia: fls. 115-118pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Psicologiapt_BR
dc.description.abstractResumo: Por que, dentre tantas formas possíveis de se tomar um sujeito, escolhe-se a psicanálise? A partir desta pergunta, este trabalho delineou-se buscando abarcar as angústias resultantes da atuação profissional no campo da saúde mental. Este questionamento trouxe consigo a necessidade de se pensar quais seriam as implicações decorrentes de situar as condições e possibilidades das aplicações da psicanálise. Grande parte das instituições, dentre elas as de saúde mental, buscam uma verdade sobre o sujeito cujo objetivo final apresenta-se como sendo da ordem da categorização e da padronização. Dessa forma, na construção deste trabalho, compreendeu-se que a aplicação da psicanálise a tais contextos enfrenta um paradoxo próprio da psicanálise, uma vez que seu objetivo é diferente, por ir além da demanda institucional. Assim, buscou-se refletir o lugar que o psicanalista assume a partir dos fundamentos que delimitam o campo da psicanálise, suas possibilidades e implicações, seja em que contexto for. A existência de tais condições resulta de uma conjuntura que não se restringe ao corpo teórico da psicanálise, mas que diz respeito à posição que o analista assume em diferentes campos de atuação. Assim, o primeiro passo foi atentar para o lugar que a questão do fundamento assume na obra freudiana. Uma vez delineada tal importância, buscou-se delimitar os conceitos que, por serem inegociáveis à psicanálise, destacaram-se na exposição atrelados à questão da posição do analista, elemento que, importante para Freud, tornou-se nossa baliza. A partir do conceito do recalque e do determinismo inconsciente e da maneira com que se entrelaçam à posição do analista, foi possível escapar das concepções dogmáticas que nada dizem sobre a psicanálise. Pensamos, portanto, sobre o que é inegociável à psicanálise e a tratamos enquanto uma experiência que faz com que tais conceitos, e também outros, se presentifiquem nesta experiência, de tal modo que foi nos textos em que Freud de fato voltou-se às aplicações da psicanálise ao contexto clínico que buscamos apreender se o autor mantém seu posicionamento. Uma vez mais, foi possível perceber que a posição do analista continua a ser sustentada em sentido estrito, enquanto aspecto fundamental que assume para a transmissão da psicanálise, já que a existência de um analista, tocado por uma experiência própria do determinismo inconsciente e do recalque, o coloca em uma posição que faz com que abdique das certezas totalizantes, das curas, dos bens e dos padrões de comportamento a serem atingidos.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Why, among many possible forms of approaching a subject, it is chosen the psychoanalysis? Based on this question, this study was outlined seeking to embrace the anguishes that are results from the professional practice in mental health. This question brought about itself the need to consider what would be the implications of situating the conditions and possibilities of psychoanalysis's applications. Most of the institutions, among them the mental health ones, seek a truth about a subject whose ultimate goal is presented as being of the categorization and standardization order. Thus, in the construction of this work, it was understood that the application of psychoanalysis to such contexts faces a paradox of psychoanalysis itself, since its purpose is different, once it goes beyond the institutional demand. Hence, it was sought to reflect the place that the psychoanalyst assumes based on the grounds that surround the field of psychoanalysis, its possibilities and implications, whatever the context is. The existence of such conditions results in a conjuncture that is not restricted to the theoretical body of psychoanalysis, but as regards the position that the analyst assumes in different fields. So, the first step was to look for the place that the foundation issue takes on in Freud's work. Once delineated such importance, it was sought to define the concepts which, being non-negotiable to psychoanalysis, stood out in the exhibition linked to the question of the analyst's position, element that, important to Freud, became our base. Based on the concept of repression and the unconscious determinism and the way they intertwine to the analyst position, it was possible to escape from the dogmatic views that say nothing about psychoanalysis. We thought, therefore, on what is nonnegotiable to the psychoanalysis, and treated it as an experience that makes these concepts, as well as others, be represented in this experience, in such a manner that it was in the texts which Freud actually turned to the application of psychoanalysis to the clinical context that we seek to understand if the author maintains his position. Once again, it was possible to identify that the position of the analyst continues to be held in strict sense, while it assumes a fundamental aspect for the transmission of psychoanalysis, since the existence of an analyst, touched by an experience of unconscious determinism and repression, puts the analyst in a position that makes him/her abdicate totalizing certainties, cures, belongings and behavioral patterns to be achieved.pt_BR
dc.format.extent118f.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectFreud, Sigmund, 1856-1939pt_BR
dc.subjectDissertações - Psicologiapt_BR
dc.subjectPsicanalise - Fundamentospt_BR
dc.subjectPsicologiapt_BR
dc.titleOs fundamentos freudianos e as aplicações da psicanálise : condições, possibilidades e implicaçõespt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record