Show simple item record

dc.contributor.authorSanfelice, Pérola de Paulapt_BR
dc.contributor.otherGarraffoni, Renata Senna, 1974-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Humanas, Letras e Artes. Programa de Pós-Graduaçao em Históriapt_BR
dc.date.accessioned2012-05-18T23:00:55Z
dc.date.available2012-05-18T23:00:55Z
dc.date.issued2012-05-18
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/27365
dc.description.abstractResumo: Desde o final do século XIX até meados do XX, os estudos clássicos foram permeados de conceitos racistas e excludentes, ideias de superioridade e dominação eram muito comuns entre os estudiosos. Buscando uma relação imediata com o passado e formando uma linha de tempo ininterrupta e teleológica, os estudiosos do mundo clássico, durante os períodos imperialistas e totalitários, uniram antigo e moderno, misturando-os de acordo com os interesses políticos nacionalistas e transformando a Antiguidade, principalmente romana, em um espelho de suas aspirações ideológicas. O mesmo ocorreu do âmbito da religiosidade romana, em que as literaturas canônicas, sobretudo as que tratam do Império Romano, preponderavam sempre às lembranças de um passado permeado por feitos políticos e militares, delegando à marginalidade os elementos da vida cotidiana e do ordinário, essenciais para compreender a construção das experiências humanas. Partindo desses princípios, nossa investigação se concentrará nas maneiras como se dão as expressões religiosas e as suas especificidades na cidade de Pompeia, focando, sobretudo, na deusa do amor, Vênus. Desse modo, uma releitura da relação entre amor, erotismo e religiosidade se torna necessária, na medida em que Roma antiga, por muitos anos, foi filtrada pelos olhos dos modernos historiadores, imbuídos de uma visão judaíco-cristã na qual se considera as esferas do sexual e do religioso como separadas. Assim, os exemplos de pinturas destacadas em contextos materiais distintos, em especial no interior de casas espalhadas por Pompeia, nos desafiam a desvincular sexualidade romana pagã da noção cristã de pecado e reinserí-la no universo religioso para uma percepção menos anacrônica da experiência romana em geral e pompeiana em particular.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDissertações - Historiapt_BR
dc.subjectPintura romanapt_BR
dc.subjectReligiosidadept_BR
dc.subjectAmorpt_BR
dc.subjectErotismopt_BR
dc.subjectDeusas romanaspt_BR
dc.subjectHistoria antigapt_BR
dc.subjectPompéia (Cidade extinta)pt_BR
dc.titleAmor e sexualidade em ruínaspt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record