Show simple item record

dc.contributor.advisorMilano, Miguel Serediuk, 1956-pt_BR
dc.contributor.authorTakahashi, Leide Yassucopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Florestalpt_BR
dc.date.accessioned2013-05-24T17:58:58Z
dc.date.available2013-05-24T17:58:58Z
dc.date.issued2013-05-24
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/26783
dc.description.abstractOs objetivos deste trabalho foram caracterizar os visitantes, suas preferências e percepções e avaliar os impactos da visitação pública no Parque Estadual Pico do Marumbi e na Reserva Natural Salto Morato. As informações referentes à visitação e às características dos usuários foram obtidas durante 6 meses em cada área. No período de maior fluxo de visitação (julho e agosto no Marumbi e janeiro e fevereiro no Morato), em todos os finais de semana e, nos outros 4 meses, em dois finais de semana, sorteados aleatoriamente. Neste período foram aplicados 548 questionários com os visitantes do Marumbi e 422 questionários com os do Morato. A freqüência de visitação foi similar, onde, no Marumbi a média mensal foi de 658 visitantes e no Morato 525 visitantes. No Marumbi 70% dos visitantes eram do gênero masculino; 48% apresentavam idade entre 15 e 19 anos e cursavam ou haviam concluído o 2o Grau; 44% visitavam a área pela primeira vez; 64% estavam acompanhados por amigos; 44% permaneceriam o dia todo na parque; 52% tinham como atividade principal a caminhada/montanhismo. No Morato, a distribuição entre o gênero masculino e feminino foi equilibrada; 60% possuíam entre 20 e 40 anos de idade e cursavam ou haviam concluído a universidade; 78% dos entrevistados encontravam-se na área pela primeira vez; 31% estavam acompanhados dos amigos; 53% pretendiam permanecer apenas V2 dia e cerca de 40% tinham como atividade principal a visita ao salto. As informações referentes à preferência e percepção dos visitantes em relação aos impactos causados pelo uso recreativo foram obtidas no mesmo período da caracterização da visitação e dos usuários, através de um questionário elaborado para este fim. Assim, foram aplicados 104 questionários com os visitantes que utilizavam o camping selvagem do Marumbi e, no Morato, 648 questionários com aqueles que retornavam da visita ao salto. Constatou-se que os visitantes do Morato eram mais exigentes e mais conscientes dos impactos decorrentes do uso recreativo, mas , mesmo assim, atribuíram melhores conceitos às condições da área do que os visitantes do Marumbi. Estas observações foram fundamentadas nos resultados obtidos através da análise dos indicadores recreativos. Este fato pode ser explicado pelas diferenças nas características sócio-culturais e econômicas dos visitantes nestas duas áreas. Visando obter os indicadores que melhor representem o impacto provocado pela utilização recreativa nas duas unidades, foram selecionados como indicadores ecológicos a resistência do solo à penetração, na superfície e entre 5-10 cm; densidade do solo; microporosidade; porosidade de aeração; capacidade de retenção de água e conteúdo de carbono; como indicadores recreativos foram selecionados a área desprovida de vegetação, danos causados às árvores, danos causados às raízes, acessos secundários, marcas de fogueira, quantidade de lixo e regeneração natural. A possibilidade de avaliar os indicadores através de procedimentos estatísticos acessíveis e simplificados, aliados à facilidade de coletar os dados referentes aos indicadores de impactos utilizando equipamentos simples e mão-de-obra não especializada permitiu identificar como os melhores indicadores a serem monitorados no Marumbi a porosidade de aeração; microporosidade, resistência do solo à penetração nas duas profundidades e densidade do solo. Para o Morato os principais indicadores foram resistência do solo à penetração entre 5-10 cm, microporosidade, porosidade de aeração e conteúdo de carbono. Em relação aos indicadores recreativos, verificou-se que a utilização de todos reflete de forma adequada as condições atuais da área.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectReservas naturais - Conservaçãopt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectImpacto ambientalpt_BR
dc.subjectConservação da naturezapt_BR
dc.titleCaracterização dos visitantes, suas preferencias e percepções e avaliação dos impactos da visitação publica em duas unidades de conservação do Estado do Paranapt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record