Show simple item record

dc.contributor.advisorSeitz, Rudi Arno, 1950-pt_BR
dc.contributor.authorMattei, Vilmar Lucianopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Florestalpt_BR
dc.date.accessioned2013-05-24T18:27:19Z
dc.date.available2013-05-24T18:27:19Z
dc.date.issued2013-05-24
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/26742
dc.description.abstractEste trabalho analisou a possibilidade de implantação de povoamentos de Pinus taeda L. por semeadura direta. Entre os principais objetivos, procurou-se identificar os fatores adversos ao estabelecimento das plantas; avaliar a época do ano mais promissora para semear; avaliar técnicas de preparo de solo e observar a estruturação radicial de plantas originadas por semeadura direta, comparando-as com mudas de mesma idade produzidas em tubetes. O experimento foi delineado com 5 repetições, combinando 4 estações (primavera, verão, outono e inverno); 3 técnicas de preparo de solo (revolvimento, coroamento, não preparado); 3 sistemas de implantação (semeadura com e sem protetores e plantio de mudas) - Como protetor foi utilizado um copo ±250 ml, sem fundo, fixado sobre o ponto semeado. Foram utilizadas 5 sementes por ponto de semeadura. Em cada época de semeadura direta também foi semeado no viveiro, para posterior plantio. No campo foram analisadas a emergência, sobrevivência, danos causados por agentes bióticos e abiáticos, número de pontos com pelo menos uma e com 3 ou mais plantas. A análise de variãncia e comparação de médias (Tukey), permitiu determinar que os pássaros foram os principais destruidores de sementes, principalmente na fase inicial de emergência, quando os cotilédones ainda envoltos pelo tegumento, eram lançados para fora do solo pelo alongamento do hipocótilo. Também as formigas constituem-se em pragas de alto risco para a semeadura direta de Pinus. A utilização de protetores foi indispensável para a semeadura direta de Pinus taeda. Quando utilizados os protetores de pontos de semeadura, a quantidade de sementes pode ser reduzida para 3 em cada ponto. Redução ainda maior pode ser conseguida se as sementes forem tratadas contra ação de fungos e predadores de sementes. O outono foi a melhor época de semeadura O solo arado favoreceu a semeadura somente nos pontos com protetores. Onde a implantação foi executada sem protetores ocorreram muitas perdas causadas pela chuva, ocasionando arraste ou soterrando as sementes. O sistema radicial das plantas de Pinus taeda originadas no local é bem distribuído horizontalmente e sem deformações de qualquer natureza, enquanto aquele originado de mudas produzidas em tubetes, além de apresentar distribuição horizontal deficiente, apresenta uma série de deformações morfológicas, que poderão comprometer o crescimento da futura árvore, caracterizando o tubete como um recipiente menos adequado para produção de mudas de Pinus taeda.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectArvores - Mudas - Recipientespt_BR
dc.subjectFlorestamentopt_BR
dc.subjectFlorestas - Reproduçãopt_BR
dc.subjectPinus taedapt_BR
dc.subjectSemeadurapt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleComparação entre semeadura direta e plantio de mudas produzidas em tubetes, na implantação de povoamentos de Pinus taeda L.pt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record