Show simple item record

dc.contributor.advisorGalvão, Franklin, 1952-pt_BR
dc.contributor.authorPasdiora, Andre Luispt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Florestalpt_BR
dc.contributor.otherBorgo, Mariliapt_BR
dc.contributor.otherCurcio, Gustavo Ribaspt_BR
dc.date.accessioned2013-06-19T16:42:13Z
dc.date.available2013-06-19T16:42:13Z
dc.date.issued2013-06-19
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/26641
dc.description.abstractFlorestas ripárias são formações encontradas nas ribanceiras, superficies de inundação e áreas adjacentes de rios, córregos, lagos ou represas, ou seja, toda a formação florestal que acompanha os veios ou cursos d'água. Propôs-se neste trabalho caracterizar qualiquantitativamente um trecho de floresta ripária às margens do rio Iguaçu, verificando possíveis variações estruturais e floristicas. A área de estudo localiza-se no distrito de General Lúcio, distante aproximadamente 20 km do município de AraucárialPR. Para o estudo deste ambiente, após a determinação das classes de solos, foram estabelecidos dois compartimentos, sendo um sobre GLEISSOLO HÁPLICO e o outro sobre NEOSSOLO FLUVICO. A profündidade média do lençol freático foi determinada através da instalação de 8 piezômetros aferidos por sete meses. Para a análise da estrutura fitossociológica da área foi empregado o método de parcelas múltiplas com o critério de inclusão de no mínimo 3 cm de DAP. Com 10 parcelas (1 OmXl Om) sobre cada compartimento. Os dados fitossociológicos foram processados no programa FITOPAC. A flutuação do lençol freático diferiu significativamente entre os compartimentos. O lençol freático é mais superficial no compartimento sobre GLEISSOLO HAPLTCO e mais profbndo no compartimento sobre NEOSSOLO FLUVICO. Quanto à composição florística foram encontradas 39 espécies e, destas, apenas 6 estiveram presentes em ambos os compartimentos. Sebastiania commersoniana obteve os maiores valores de importância, densidade e dominância em ambos os compartimentos, sendo esses no mínimo duas vezes maiores que os obtidos pelas segundas colocadas. No compartimento sobre GLEISSOLO HAPLICO Myrciaria tenelia foi a segunda espécie mais importante, e para o compartimento sobre NEOSSOLO FLUVICO Araucaria angustblia que, devido a maior profundidade do lençol freático e ao caráter não hidromórfico do solo, ficou restrita a esse compartimento. Os vários levantamentos efetuados em ambientes ripários demonstram a grande heterogeneidade apresentada pelos ambientes ripários, evidenciado, dessa forma, a necessidade de se compartimentalizar esses ambientes com base em parâmetros geopedológicos, ocasionando um entendimento mais detalhado da estrutura e composição dessa comunidade vegetal.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectCominidades vegetais - Iguaçu, Rio (PR e Argentina)pt_BR
dc.subjectMata ciliar - Iguaçu, Rio (PR e Argentina)pt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleFlorística e fitossociologia de um trecho de floresta ripária em dois compartimentos ambientais do Rio Iguaçu, Paraná, Brasilpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record