Show simple item record

dc.contributor.advisorGonzalez, Suzanapt_BR
dc.contributor.authorBraga, Fernanda Gosspt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Florestalpt_BR
dc.contributor.otherKuniyoshi, Yoshiko Saito, 1941-pt_BR
dc.date.accessioned2013-06-19T15:01:45Z
dc.date.available2013-06-19T15:01:45Z
dc.date.issued2013-06-19
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/26608
dc.description.abstractEste estudo foi realizado em duas propriedades particulares, situadas no município de Piraí do Sul - Paraná - as Fazendas Monte Negro e 4N. Foram realizadas 16 fases de campo mensais, com três dias de duração, no período compreendido entre fevereiro de 2001 e maio de 2002. O estudo teve como objetivo a avaliação do uso do habitat pelo Ozotoceros bezoarticus veado-campeiro em ambientes modificados por atividades agropecuárias, além de observar alguns aspectos populacionais e identificar os principais fatores de impacto sobre a mesma. Para tanto as estradas de ambas as propriedades foram percorridas de carro através de circuitos amostrando áreas cultivadas e áreas de campos naturais. Foram computadas 1065 observações, estimando¬se 71,45 indivíduos na população, sendo o tamanho médio dos grupos de 2,29 ± 0,55, e a razão sexual 0,83. Indivíduos isolados corresponderam a 40% das observações, sendo o maior grupo composto por 10 indivíduos. Registrou-se um pico de nascimentos entre setembro e novembro, embora esses tenham acontecido ao longo de todo o estudo. Foram registrados 34 óbitos, correspondendo a uma mortalidade de 47,6%, sendo identificadas corno principais causas a predação, a caça e os atropelamentos. Apresentaram altos índices de procura a aveia (1,0), a soja (0,91), o trigo (1,0), a aveia consorciada com o azevém (1,0), e os campos (0,87), enquanto o milho foi mais baixa (0,54). A taxa de disponibilidade de recursos foi de 100% para os campos, 75% para o milho e a soja, 43,75% para a aveia e para o trigo, e 31,25% para a aveia consorciada com o azevém. 33,7% dos animais observados estavam em áreas de soja, 23% em áreas de aveia, 22,5% em áreas de campo, 11,45% em áreas de trigo, 5,55% em áreas de aveia consorciada com azevém, e 3,45% no milho. Os índices de aproveitamento de substrato corresponderam a 0,52 para a aveia, 0,45 para a soja, 0,26 para o trigo, 0,22 para os campos, 0,17 para a aveia consorciada com o azevém e 0,04 para o milho. Houve segregação temporal entre veados-campeiros e o gado bovino, sendo que apenas 14,6% das visualizações nos campos ocorreram quando o gado também estava presente. Os campos mostraram-se bastante importantes no período relativo ao início do pico de nascimentos de filhotes, enquanto a soja mostrou-se bastante utilizada em épocas de lactação. A aveia foi um recurso importante em períodos de geadas intensas. Os resultados indicaram que os cultivos são uma fonte alimentar alternativa, podendo estar suprindo determinadas carências da espécie, ou ainda servindo como suporte quando a presença do gado limita o uso do campo. Os recursos alimentares mais procurados pela espécie foram soja e aveia. Os veados-campeiros buscam ainda outras características como interferência humana pouco freqüente, distância às áreas de floresta e povoamentos florestais, e de estradas de tráfego mais intenso, e ainda proximidade a áreas que possam servir como refúgio e abrigo. A população estudada encontra-se sob forte ameaça de desaparecimento, caso medidas para a sua conservação, envolvendo manejo de áreas e controle de vetores de pressão, não sejam adotadaspt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectCervideo - Piraí do Sul (PR)pt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleInfluencia da agricultura na distribuiçao espacial de Ozotoceros bezoarticus Linnaeus, 1758 (veado-campeiro), em Piraí do Sul, Paranápt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record