Show simple item record

dc.contributor.advisorMoraes, Anibal de, 1956-pt_BR
dc.contributor.authorPerin, Rogériopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Parana. Setor de Ciencias Agrariaspt_BR
dc.date.accessioned2012-01-19T09:19:03Z
dc.date.available2012-01-19T09:19:03Z
dc.date.issued2012-01-19
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/26564
dc.description.abstractRESUMO No período de novembro de 2000 a março de 2001, uma pastagem de Tanzânia {Panicum maximum Jacq. cv. Tanzânia-1) consorciada com arachis (Arachis pintoi Krap. & Greg. cv. Amarillo), estabelecida em um sistema de integração lavoura-pecuária, foi avaliada sob pastejo contínuo na Região do Arenito Caiuá, noroeste do Paraná, visando aprofundar os conhecimentos referentes à relação planta-animal e assim obter subsídios para auxiliar na recomendação de um sistema de produção com potencial para melhorar a produção animal na região. Como objetivos específicos, procurou-se determinar a eficácia da altura da pastagem como ferramenta de manejo e sua influência sobre as características da pastagem e a produtividade animal. O experimento foi conduzido em um delineamento de blocos ao acaso com duas repetições e os tratamentos avaliados consistiram de quatro alturas de pastejo (20, 40, 60 e 80 cm) mantidas por meio do ajuste da carga animal. Observou-se que a altura do dossel da pastagem mostrou-se uma importante ferramenta de manejo, com reflexos sobre a composição botânica, a produção de forragem e a produtividade animal. A utilização de menores alturas de manejo permitiu maior freqüência de ocorrência do arachis, chegando a 100% no tratamento de 20 cm, entretanto não resultou em uma expressiva participação deste componente na produção de forragem da pastagem consorciada e permitiu o aumento da freqüência de ocorrência de espécies espontâneas e de área de solo descoberto. As alturas de manejo apresentaram uma relação linear positiva com a massa de forragem disponível, oferta total de matéria seca, carga animal, ganho médio diário e ganho de peso vivo por hectare e implicaram também em maior taxa de acúmulo de forragem, disponibilidade de lâminas e matéria seca produzida. As maiores produções animais foram obtidas no tratamento de 80 cm e corresponderam a um ganho médio diário de 1.079 g.an"1.dia"1 e um ganho por área de 684 kg.ha"1. Estes níveis de produção permitem indicar a pastagem de Tanzânia estabelecida em um sistema de integração lavoura-pecuária, bem como o manejo da pastagem sob pastejo contínuo com controle da altura de pastejo, como uma alternativa de grande potencial para elevar a produtividade das pastagens degradadas da Região do Arenito Caiuá. Palavras-chave: Arenito Caiuá, integração lavoura-pecuária, altura de pastejo, composição botânica, produção animalpt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectPastagens - Manejopt_BR
dc.subjectNutrição animalpt_BR
dc.subjectAgrosilviculturapt_BR
dc.subjectSistemas agricolaspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleCaracterísticas da pastagem e desempenho animal em uma consorciaçao de Panicum maximum Jacq CV. tanzânia e Arachis pintoi submetida a diferentes alturas de manejopt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record