Show simple item record

dc.contributor.advisorSilva, Eduardo Teixeira dapt_BR
dc.contributor.authorPegorini, Eduardo Sabinopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Ciencia do Solopt_BR
dc.contributor.otherSouza, Marcos Luiz de Paula, 1947-pt_BR
dc.date.accessioned2012-10-04T19:52:30Z
dc.date.available2012-10-04T19:52:30Z
dc.date.issued2012-10-04
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/26558
dc.description.abstractResumo: Este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar os potenciais impactos ambientais da implementação da reciclagem agrícola do lodo de esgoto em escala real na Região Metropolitana de Curitiba. O estudo avaliou as condições de produção, qualidade e a aplicação do lodo na agricultura, através da análise de informações operacionais do programa de reciclagem implementado em setembro de 2000, de propriedades químicas e conteúdo de metais pesados em três solos representativos utilizados para disposição do lodo na RMC. As análises de caracterização do material demonstram o valor agronômico do lodo principalmente pelos teores de N, C e poder corretivo. Os níveis de metais pesados observados foram significativamente inferiores aos limites normativos locais e internacionais. O perfil sanitário mostrou-se adequado à modalidade de uso empregada, segundo diretrizes internacionais, embora tenham sido verificados lotes superiores aos limites normativos paranaenses. A utilização de lodo foi mais relevante em culturas de gramíneas (milho e pastagens), totalizando 82,8% do lodo reciclado, seguido por fruticultura, grama, feijão e erva-mate. As dosagens médias foram de 7,98 t M.S./ha. Os níveis de N e metais pesados adicionados aos solos através do lodo atenderam às condições de segurança ambiental. A avaliação sócio-econômico dos agricultores demonstrou índice de aceitabilidade do lodo como insumo agrícola de 88,23%. As principais dificuldades apontadas pelos agricultores foram o odor e a dificuldade de aplicação. Os efeitos do lodo sobre os parâmetros de fertilidade do solo variaram em função das taxas de aplicação e dos tipos de solos, observando-se influências significativas sobre a acidez do solo, teores de Ca, Mg, K e P, CTC e V%. Superdosagem de lodo resultou em elevação do pH a níveis superiores a 7,5. Foi verificado aumento dos teores de Zn e Cu apenas em solo onde ocorreu superdosagem de lodo, ainda assim, significativamente inferiores aos limites definidos pela normatização. Atualmente são produzidas em Curitiba cerca de 9,906 t M.S. de lodo de esgoto diariamente, com perspectivas de incremento em curto prazo com os descartes de novos sistemas ainda em estágio inicial de operação.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectAguas residuais - Aspectos ambientais - Curitiba (PR)pt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleAvaliaçao de impactos ambientais do programa de reciclagem agrícola de lodo de esgoto na regiao metropolitana de Curitibapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record