Show simple item record

dc.contributor.authorSilvestrin, Fabianopt_BR
dc.contributor.otherPauletti, Volneipt_BR
dc.contributor.otherMotta, Antonio Carlos Vargas, 1963-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Ciencias do Solopt_BR
dc.date.accessioned2011-12-20T08:58:16Z
dc.date.available2011-12-20T08:58:16Z
dc.date.issued2011-12-20
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/26450
dc.description.abstractResumo: A região dos Campos Gerais do Paraná apresenta clima subtropical e destaca-se por apresentar uma das maiores produtividades de milho do Brasil. Apesar destas altas produtividades, é freqüente a ocorrência de baixos níveis de boro no solo e na planta, indicando disparidade entre os resultados das análises e a resposta da cultura. Em função disto, este trabalho propõe estudar diferentes tecidos da planta de milho como ferramenta de diagnose nutricional para o boro, bem como sua dinâmica no solo, em função de doses (0, 1, 2, 3, 4 e 12 kg ha-1) e épocas de aplicação (semeadura e estádio V6 do milho) deste nutriente. Foram conduzidos dois experimentos a campo, sob plantio direto, sendo um na safra 2008/2009 e outro na safra 2009/2010, em Latossolo Bruno Distrófico típico e Latossolo Vermelho-Amarelo Distrófico, ambos de textura média, respectivamente. O teor de boro no solo é influenciado pela precipitação pluviométrica, que também influencia na resposta do milho à aplicação deste nutriente. Entre os tecidos avaliados, o boro concentra-se no ápice da folha e na inflorescência feminina do milho, sendo a folha da espiga a mais indicada para a diagnose nutricional.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleDinâmica de Boro no solo e planta e sua influência na cultura no milho em dois latossolos de textura médiapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record