Show simple item record

dc.contributor.authorSchiebelbein, Luis Miguelpt_BR
dc.contributor.otherRoloff, Glaucio, 1954-pt_BR
dc.contributor.otherLucchesi, Luiz Antonio Correa, 1959-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Ciencias do Solopt_BR
dc.date.accessioned2012-12-14T16:00:51Z
dc.date.available2012-12-14T16:00:51Z
dc.date.issued2012-12-14
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/26444
dc.description.abstractResumo: A Agricultura de Precisão pode ser vista um conjunto de técnicas que visam a maximização da eficiência dos fatores produtivos ao viabilizar o manejo da variabilidade espacial interno às glebas. Portanto, é uma estratégia importante para redução de custos com aumento da produtividade, principalmente quando estabelece as relações causa-efeito entre a produtividade e seus fatores controladores espacializados. O objetivo foi o de explicar o efeito de atributos químicos e físicos do solo espacializados sobre a produtividade de uma gleba comercial da Fazenda Klabin, município de Luiziânia, Estado do Paraná. Foram coletadas 49 amostras de solo Latossolo Vermelho distroférrico em um grid aproximadamente regular de 100 x 100 m, à profundidade de 0,2 m, sob o sistema de plantio direto, após a colheita da soja de uma seqüência de verão milho-soja-soja-soja e normalmente aveia no inverno. Nos mesmos pontos foi também determinada a resistência do solo à penetração de um cone (IC) e a umidade do solo. A produtividade foi monitorada por colhedoras dotadas de monitores de produtividade, com correção para umidade padrão de 13%. Os dados de solo sofreram análise estatística exploratória, onde se observou a não normalidade dos dados pelo teste de Kolmogorov-Smirnov. Os dados de produtividade foram filtrados para remoção de valores discrepantes. Os testes de normalidade indicaram que estes dados também não apresentaram normalidade. Com os dados de solo e produtividade foram gerados semivariogramas ajustados. Dos atributos do solo, o fósforo foi o que apresentou menor amplitude e menor dependência espacial. Os teores de argila e potássio (K) foram os únicos que apresentaram anisotropia, sendo esta correlacionada com a paisagem da gleba. Os valores de IC maiores que 1,0 MPa foram transformados em Área sob a Curva de IC (ACIC), o qual foi posteriormente corrigido para um teor padrão de argila do solo. Os dados de solo e produtividade foram também interpolados utilizando-se krigagem ordinária e os parâmetros dos semivariogramas ajustados, para gerar superfícies em células de 5 m x 5 m. Foi também determinada a média de produtividade num raio de 50 m ao redor dos pontos de amostragem, para a agregação dos valores e eliminação da variabilidade de curta distância. Através de uma árvore de regressão foi possível determinar que 62% da variabilidade da produtividade, com valores agregados, era controlada principalmente pelos teores de K e de ACIC, ambos com relação inversa. Somente 9% da variabilidade pode ser explicada quando dados de produtividade interpolados foram usados. Uma análise exploratória através da função-K comprovou o efeito antagônico do K em relação ao Ca e Mg, justificando a relação inversa entre teores de K e produtividade Com a metodologia empregada foi possível determinar que a gleba estudada apresenta dois problemas principais limitando a produtividade da soja: um desbalanço nas proporções de K, Ca e Mg, e compactação na camada até 0,23m. Além disso, ficou comprovada a utilidade do ACIC como parâmetro descritivo da compactação do solo.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectAgricultura de precisãopt_BR
dc.subjectSolos - Compactaçãopt_BR
dc.titleEstudo da espacialização de atributos do solo e sua influência sobre a produtividadept_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record