Show simple item record

dc.contributor.authorFilus, Rodrigopt_BR
dc.contributor.otherVargas, Jose Viriato Coelhopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Tecnologia. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Mecânicapt_BR
dc.date.accessioned2011-12-12T07:21:22Z
dc.date.available2011-12-12T07:21:22Z
dc.date.issued2011-12-12
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/26401
dc.description.abstractResumo: Nesta tese foram realizadas coletas de dados utilizando sistemas de captação superficial, representados aqui pela imagem infravermelha normalizada (termógrafo de superfície) e eletromiografia de superfície. Através destas técnicas foram acompanhadas as atividades desenvolvidas por trabalhadores de uma indústria de metalurgia em postos de trabalho que apresentam riscos biomecânicos como, por exemplo, sobrecarga muscular e posturas inadequadas. Dentre os grupos musculares trabalhados focou-se na sobrecarga muscular mais evidente no posto de trabalho; no caso a região do ombro. O objetivo principal é a verificação dos dados apresentados pelos métodos e a viabilização das técnicas de captação superficial para atribuir um risco biomecânico às respostas dos indivíduos estudados. Para validar a metodologia e o uso dessas técnicas em trabalhadores nas indústrias, um grupo de controle consistindo de trabalhadores sem lesões nos membros superiores foi analisado com ambas as técnicas e os resultados comparados com grupos que já tinham alguma lesão diagnosticada por um meio diagnóstico de imagem, i.e., a ressonância magnética. Avaliou-se também o uso de uma metodologia de normalização de leituras de temperatura na superfície corporal e uma metodologia de gradientes conjugados para diagnóstico de doenças, considerando a influência das condições ambientais e do metabolismo do indivíduo, provendo medições normalizadas para qualquer localização geográfica. Outro objetivo é a utilização de um grupo de temperatura adimensional apropriado como índice quantitativo para análise do campo de temperatura da superfície corporal. A pesquisa buscou validar experimentalmente a metodologia desenvolvida através da comparação direta entre as medições experimentais realizadas com a nova metodologia e com técnicas de diagnóstico e monitorização tradicionais na medicina (eletromiografia de superfície e ressonância magnética), para os casos patológicos selecionados. Para diagnóstico de doenças, com amostras apropriadas, a idéia foi definir faixas de normalidade quantitativas, como ilustração do potencial de aplicação universal do método desenvolvido. A amostra utilizada para o estudo consistiu de 13 indivíduos, dentre os quais 8 sadios e 5 patológicos. Os resultados obtidos com a metodologia dos gradientes conjugados para indivíduos diagnosticados foram comparados com médias normais de temperatura de indivíduos sadios, sendo capazes de detectar as anormalidades em 100% dos casos. A eletromiografia também apresentou como média de fadiga muscular valores maiores para os indivíduos diagnosticados. Com base nos resultados, conclui-se que a avaliação termográfica pode ser utilizada para estabelecer níveis de fadiga e também direcionar possíveis padrões diagnósticos de lesões.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectImageadores infravermelhospt_BR
dc.subjectDoenças profissionaispt_BR
dc.subjectRessonancia magneticapt_BR
dc.titleUtilização da imagem infravermelha normalizada para diagnóstico de doenças ocupacionais e correlação com eletromiografia de superfície e ressonância magnéticapt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record