Show simple item record

dc.contributor.authorFernandes, Alexandre Machado
dc.contributor.otherCunha, Cleverson Renan da, 1971-
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Programa de Pós-Graduação em Administração
dc.date.accessioned2015-11-16T19:32:55Z
dc.date.available2015-11-16T19:32:55Z
dc.date.issued2011
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/26326
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Cleverson Renan da Cunha
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Administração. Defesa: Curitiba,29/04/2011
dc.descriptionBibliografia: fls. 105-116
dc.descriptionÁrea de concentração: Estratégia e Organizações
dc.description.abstractResumo: A região de fronteira entre Brasil e Paraguai é caracterizada pelo intenso comércio existente, diferenciando-se principalmente por abrigar uma diversidade muito grande de colônias e grupos étnicos. Dentro desta diversidade cultural, destacam-se os árabes e os chineses que, estando em um mercado competitivo, buscam manter suas relações comerciais e parcerias através das práticas entre empresas do mesmo grupo cultural e com o outro grupo. O presente trabalho tem como objetivo principal identificar o padrão de relacionamento interorganizacional de empresas formadas nas culturas árabes e chinesas, através da compreensão dos padrões destas relações, verificando a influência da confiança nas práticas comerciais entre árabes e chineses, apresentando uma análise sobre esta influência nos negócios realizados. Para isto, foi realizada uma pesquisa de campo através de um estudo de casos múltiplos, envolvendo o estudo sobre duas empresas de origem árabe e duas empresas de origem chinesa. Para coleta de dados, foram utilizadas entrevistas semiestruturadas, e a análise dos dados se deu de forma qualitativa, com uma análise de conteúdo comparativa a partir da percepção dos entrevistados. Como resultado das entrevistas, ficou evidenciado que o padrão dos relacionamentos desenvolvido entre árabes, e árabes e chineses é através da confiança, sendo esta confiança baseada em cognição. A confiança é uma característica crucial para a formação e desenvolvimento das relações ao longo do tempo. Já o padrão do relacionamento entre chinês e árabe é através da confiança baseada em cognição, sendo a estabilidade das relações ao longo do tempo responsável pelo fortalecimento da confiança e manutenção das relações. No relacionamento entre chinês e chinês, o padrão se dá através das trocas comerciais, mesmo a confiança estando presente de uma forma menos influente, e o tempo é fundamental para que se desenvolva a pouca influência da confiança que se apresenta na relação. Baseado nas análises da pesquisa fica evidenciado que a confiança é a principal característica responsável pela formação e manutenção dos relacionamentos entre árabe e árabe, árabe e chinês e entre chinês e árabe, mas entre chinês e chinês, a relação é baseada nas relações de troca, nas práticas comerciais, sendo a confiança um fator presente, mas que influencia pouco a formação dos elacionamentos. O estudo ficou caracterizado pela influência que confiança exerce na formação dos relacionamentos interorganizacionais entre árabes e chineses, e o quão importante é esta característica para a existência e sobrevivência deste tipo de relacionamento na região de fronteira entre Brasil e Paraguai.
dc.description.abstractAbstract: The region of frontier between Brazil and Paraguay is characterized by the intense existent commerce, being differentiated principally because of sheltering a very big diversity of colonies and ethnic groups. Inside this cultural diversity, there are outstanding the Arabs and the Chinese who, being in a competitive market, look to maintain his commercial relations and partnerships through the practices between enterprises of the same cultural group and with another group. The present work has like principal objective identifies the standard of relationship interorganizacional of enterprises formed in the Arab and Chinese cultures, through the understanding of the standards of these relations, checking the influence of the confidence in commercial practices between Arabs and Chinese, presenting an analysis on this influence in the fulfilled business. For this, a field work was carried out through a study of multiple cases, wrapping the study on two enterprises of Arab origin and two enterprises of Chinese origin. For collection of data, emistructured interviews were used, and the analysis of the data if it gave in the qualitative form, with a comparative analysis of content from the perception of the interviewed ones. As result of the interviews, it was shown up that the standard of the relationships developed between Arabs, and Arabs and Chinese it is through the confidence, being this confidence based on cognition. The confidence is a crucial characteristic for the formation and development of the relations along the time. Already the standard of the relationship between Chinese and Arab is through the confidence based on cognition, being the stability of the relations along the time responsible for the strengthening of the confidence and maintenance of the relations. In the relationship between Chinese and Chinese, the standard happens through the commercial exchanges, even the confidence when is present of form less influential, and the time is basic so that there is developed little influence of the confidence that shows up in the relation. Based on the analyses of the inquiry it is shown up that the confidence is the principal characteristic responsible for the formation and maintenance of the relationships between Arab and Arab, Arab and Chinese and between Chinese and Arab, but between Chinese and Chinese, the relation is based on the relations of exchange, in com ercial practices, being the confidence a present factor, but what influences somewhat to formation of relationship. The study was characterized under the influence which confidence it practises in the formation of the relationships interorganizacionais between Arabs and Chinese, and how important this characteristic is for the existence and survival of this type of relationship in the region of frontier between Brazil and Paraguay.
dc.format.extent118f. : il., grafs., tabs.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectTeses
dc.subjectRelações interorganizacionais
dc.subjectConfiança
dc.subjectCultura organizacional
dc.subjectAdministração
dc.subject.ddc658.406
dc.titleA confiança nas relações interorganizacionais entre empresas de culturas diferentes
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record