Show simple item record

dc.contributor.advisorAnjos, Adilson dospt_BR
dc.contributor.authorBoçon, Robertopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Biológicas. Programa de Pós-Graduaçao em Zoologiapt_BR
dc.date.accessioned2012-02-13T16:30:14Z
dc.date.available2012-02-13T16:30:14Z
dc.date.issued2012-02-13
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/26214
dc.description.abstractResumo: A exploração excessiva dos recursos naturais, em especial dos recursos florestais, resulta em perda e descarcaterização de hábitas e influencia negativamente populações animais. Seus efeitos sobre as populações de aves da região tropical, em especial da Floresta Atlântica, ainda são pouco conhecidos. Sendo assim, o presente trabalho teve como objetivo obter informações qualitativas e quantitativas de aves da Floresta Ombrófila Densa Submontana e avaliar o tempo de permanência nos pontos utilizados no método de amostragem por pontos de contagem. O trabalho foi desenvolvido na Reserva Natural Rio Cachoeira município de Antonina, litoral norte do Paraná. A região é caracterizada por apresentar-se como um mosaico florestal constituído por florestas primárias e florestas em diferentes estágios de sucessão florestal. As informações foram levantadas entre setembro de 2007 e fevereiro de 2008 através do método de amostragem por pontos de contagem em uma floresta primária, em uma área de floresta em estágio inicial e outra em estágio intermediário de sucessão. Um total de 141 espécies de aves foi registrado nas três áreas, sendo que 10 espécies foram exclusivas da floresta primária e 36 das florestas em estágio de estágio inicial e intermediário. A riqueza e abundância das aves foram maiores nas florestas em recuperação. Carcterísticas como porte, ocupação de extrato superior e inferior, hábito florestal e borda e hábito alimentar não apresentaram diferenças significativas entre as espécies de aves em relação às três áreas estudadas. Por outro lado, verificou-se que 85% das espécies apresentaram potencial para ocupação das florestas em estágio secundário inicial e intermediário. Constatou-se que tempos de 15 minutos de permanencia em cada ponto de contagem foram considerados como necessários para o levantamento de informações nesta tipologia florestal.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectAve - Mata Atlanticapt_BR
dc.subjectAve - Paranápt_BR
dc.titleRiqueza e abundância de aves em três estágios sucessionais da floresta ombrófila densa submontana, Antonina, Paraná.pt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record