Show simple item record

dc.contributor.authorBrunhari, Marcos Viníciuspt_BR
dc.contributor.otherDarriba, Vinicius Anciaespt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologiapt_BR
dc.date.accessioned2020-08-28T17:17:15Z
dc.date.available2020-08-28T17:17:15Z
dc.date.issued2011pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/26139
dc.descriptionOrientadora: Prof. Dr. Vinícius Anciães Darribapt_BR
dc.descriptionDissertaçao (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciencias Humanas, Letras e Artes, Programa de Pós-Graduaçao em Psicologia. Defesa: Curitiba, 01/07/2011pt_BR
dc.descriptionBibliografia: fls. 145-149pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Psicologia Clínicapt_BR
dc.description.abstractResumo: A sombra do objeto – um percurso entre a melancolia e a passagem ao ato Esta dissertação se fundamenta na questão acerca da abordagem do suicídio na melancolia como passagem ao ato. Sustenta-se a hipótese de uma perda específica na melancolia, evidenciada desde os primeiros escritos de Freud como uma hemorragia interna em consequência da anestesia e do não alcance da representação. Perda específica que no artigo de Freud, "Luto e melancolia" (19178 [1915]), pode ser destacada por meio do binômio entre luto e melancolia. Visto que, no luto se remete a uma reação, na melancolia se tem uma perda que é caracterizada por ser de natureza mais ideal e por ser desconhecida. O reconhecimento freudiano de que a autodestruição do eu melancólico é dirigida a um objeto do qual houve um desligamento por conta da fraca aderência, indica o retorno ao eu a partir da identificação narcísica. É assim que a sombra desse objeto cai sobre o eu, delimitando esse ponto do processo melancólico a uma localização distinta da das palavras. Com acesso barrado à palavra, o não assimilável impera sobre o eu. Utilizando o referido artigo de Freud, de 1915, como eixo desta dissertação, defende-se que a perda de natureza mais ideal pode ser lida em similaridade à foraclusão do Nome-do-Pai. Guiando-se por trabalhos de Lacan na década de cinquenta, se baseia no golpe sobre um significante primordial e na dependência daquilo que se desenrola no Outro para salientar o furo, desde onde haverá carência do efeito simbólico. O remanejamento significante e o crescente desastre imaginário são aproximados das assertivas freudianas referentes à melancolia, com o intuito de designar a perda melancólica no âmbito da foraclusão. É no sentido daquilo que escapa à simbolização que a identificação melancólica se apresenta como rumo para a questão central da dissertação. A sombra do objeto é indício de um patamar diferente daquele do significante. Dessa maneira, recorre-se aos apontamentos de Lacan, em seu "Seminário, livro 10 – a angústia" (1962-63), referentes à passagem ao ato, inclusive na melancolia, que trazem consigo considerações sobre o objeto a. Como condição primeira da passagem ao ato, da saída de cena, a identificação absoluta ao objeto a é trazida por Lacan quando faz menção à propensão melancólica a deixar-se cair. Assim, destaca-se que o suicídio na melancolia pode ser pensando em termos da queda do objeto a, demonstrando a mais radical relação com tal objeto que não pode ser cedido, chegando o sujeito a acompanhá-lo em sua queda.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The object shadow – A journey from melancholy to the passage to the act This dissertation is based on the issue about the suicide approach on melancholy as a passage to the act. It is sustained the hypothesis of a specific loss within melancholy, pointed since the first Freud writings as an intern bleeding as a consequence of the anesthesia and not from the representation reach. Specific loss, which within Freud’s article, "Mourning and Melancholy" (1978 [1915]), can be highlighted through the binomial between mourning and melancholy. Provided that, the mourning remits to a reaction, within the melancholy there is a loss characterized for being a from a more ideal nature e for being unknown. The Freud’s recognizing that the melancholy ego self destruction is driven to an object in which there was a disconnection due to a weak adherence, indicates the return to the ego from the narcissistic identification. This is the way that the shadow of this object falls over the ego, bounding the point of the melancholy process at a different location from the one of the words. Having this access to the word barred, the inassimilable reigns over the ego. Using the referred Freud article, from 1915, as the axis of this dissertation, it is defended the more ideal nature loss can be read in similarity to the foreclosure of Father’s-Name. Being guided by Lacan’s works from the fifties, it is based on the coup about a primary significant and on the dependence of what unrolls on the Other to stress the whole, from where will exist a lack of the symbolical effect. The significant relocation and the growing imaginary disaster are approached to the Freud’s statements referring to melancholy, with the goal of designating the melancholy loss within the foreclose scope. It is in the sense of that which escapes of the symbolization that the melancholy identification presents itself as a route to the central question of this dissertation. The object shadow is an evidence of a different baseline to the one of the significant. Thus, it is fallen back on Lacan’s notes, in his "Seminar, book 10 – the anguish" (1962-63), which refers to passage to the act, including the melancholy, which brings along considerations about object a. As a condition of the first passage to the act, about the scene output, the absolute identification to the object a is brought by Lacan when the melancholy tendency of letting it drop is mentioned. Therefore it is highlighted that the suicide within melancholy can be thought in terms of object a falling, showing the most radical relation to such object which cannot be ceded, making the subject follow it in its fall.pt_BR
dc.format.extent149 f. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectFreud, Sigmund, 1856-1939pt_BR
dc.subjectDissertações - Psicologiapt_BR
dc.subjectPsicanálisept_BR
dc.subjectSuicidiopt_BR
dc.subjectMelancoliapt_BR
dc.subjectPsicologiapt_BR
dc.titleA sombra do objeto : um percurso entre a melancolia e a passagem ao atopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record