Show simple item record

dc.contributor.advisorFahser, Lutzpt_BR
dc.contributor.authorLonghi, Solon Jonaspt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Florestalpt_BR
dc.date.accessioned2013-06-28T18:16:19Z
dc.date.available2013-06-28T18:16:19Z
dc.date.issued2013-06-28
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/26115
dc.description.abstractO presente trabalho de pesquisa tem como principal objetivo, descrever a estrutura de uma floresta natural de Arazcaria agustifolia (Bert.) O. Ktze, bem como usar diferentes métodos de representá-la. A floresta utilizada localiza-se a 25º34'18" de latitude S e 50°05'56" de longitude W, no Município de São João do Triunfo, Estado do Paraná/Brasil. A região apresenta um clima Cfb, segundo a Classificação Climática de KOEPPE. Foram utilizadas 9 parcelas, cada uma com ârea de 1 ha. Em cada parcela, foram levantadas todas as arvores com DAP maior ou igual a 20 cm anotando-se para cada árvore, o nome vulgar, DAP, altura total e comercial qualidade do fuste e vitalidade. Distâncias e ângulos entre arvores também foram medidos e após transformados em coordenadas para possibilitar o mapeamento das mesmas. Todos os dados coletados no campo foram armazenados no Computador e usados para cálculos dos critérios estruturais Os parâmetros estruturais analisados foram os seguintes: Abundância, Dominância e Freqüência, Distribuição Diamétrica, Volumétrica e Posição Sociológica das espécies o do povoamento. Além disso, foi desenvolvido um programo em Linguagem BASIC, para representar a floresta através de Perfis Tridimensionais e projeções horizontais, sendo os mesmos bastante precisos, fáceis e rápidos de confeccioná-los, além de serem menos abstratos que os Perfis Bidimensionais (tradicionais) também usados. Os principais resultados obtidos foram: a) A Araucaria angustifolia 6 a espécie mais característica da floresta, sendo a mais abundante, mais freqüente e mais dominante. Outras espécies também se destacaram na composição da floresta, como ilex dumosa Matayba elaeagnoides Capsicodendron dinisii Nectandra grandiflora, Ocotea porosa e nesia xantocarpa. b) A floresta em média apresentou por ha, 235 árvores, 24 m² de área basal, 198 m³ de volume comercial c. c. , para as arvores com DAP maior ou igual a 20 cm. c) A maioria das principais espécies da floresta apresentam urna Estrutura Diamétrica e Posição Sociológica irregular, além de uma escassa Regeneração Natural, comprovando que as mesmas estão sendo substitutas por outras espécies menos importantes, na atual fase da floresta. Também, algumas recomendações foram feitas, no sentido de conhecer a dinâmica dessa floresta, testar técnicas silviculturais adequadas e treinar estudantes do Curso de Engenharia Florestal nas florestas naturais de Aracaria angustifolia, para que os mesmos posam contribuir na sobrevivência desta antiga formação fitosociológica principal da região sul do Brasil.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectPinheiro-do-paranapt_BR
dc.subjectLevantamentos ecológicos - Brasil, Sulpt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleA estrutura de uma floresta natural de Araucaria angustifolia (Bert.) O. Ktze, no Sul do Brasilpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record