Show simple item record

dc.contributor.advisorCorrea, Marco Fabio Maia, 1955-pt_BR
dc.contributor.authorBeninca, Jamilept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Biológicas. Programa de Pós-Graduaçao em Zoologiapt_BR
dc.date.accessioned2011-07-04T13:04:05Z
dc.date.available2011-07-04T13:04:05Z
dc.date.issued2011-07-04
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/25837
dc.description.abstractResumo: A ictiofauna do Parque Estadual Acaraí, Santa Catarina, foi amostrada sazonalmente em 3 setores, através de arrastos com rede tipo picaré, redes de espera e pesca elétrica. Foram coletados 1394 indivíduos pertencentes a 23 famílias e 36 espécies. As famílias que apresentaram o maior número de espécies foram Characidae (4 espécies) e Gerreidae (3 espécies). Considerando o número de indivíduos as espécies dominantes foram Mimagoniates microlepis, Mimagoniates lateralis, Geophagus brasiliensis, Centropomus parallelus e Pseudotothyris obtusa que juntas representaram 80% da captura total. A captura total em peso foi de 13405,88 gramas, predominando as famílias Cichlidae (44,04%) e Centropomidae (15,51%). As espécies G. brasiliensis (39,34%), C. undecimalis (8,01%), C. parallelus (7,50%) e A. brasiliensis (6,83%) foram as que mais contribuíram com o peso total capturado. Dos 36 taxas capturados apenas Atherinella brasiliensis, Centropomus parallelus, Centropomus undecimalis, Characidium pterostictum, Corydoras ehrhardti, Geophagus brasiliensis, Gymnotus pantherinus, Mimagoniates lateralis, Mimagoniates microlepis e Pseudotothyris obtusa estiveram presentes em todas as coletas. Os maiores números de indivíduos e espécies foram encontrados no setor 1 durante a estação quente. Esses parâmetros variaram significativamente entre os diferentes setores da laguna, mas não entre os períodos do ano. As diferenças entre as médias do índice de diversidade de Hill (N1) não foram significativas entre os setores e os períodos, houve tendência a diminuição da diversidade de Hill entre a primavera e o inverno. A composição e a bundância das espécies mudaram ao longo da laguna: o setor 3, com maior influência marinha, apresentou uso limitado pelas espécies Bairdiella ronchus, Caranx hippos, Citharichthys spilopterus, Diapterus rhombeus, Micropogonias furnieri, Mugil platanus e Strongylura timucu, enquanto, Ctenogobius shufeldti, Elops saurus, Eugerres brasilianus, Microgobius meeki e Trinectes paulistanus foram características da porção intermediária da laguna e o setor 1 caracterizou-se pela ocorrência de espécies estritamente dulcícolas. As médias de comprimento total observadas para as espécies nos diferentes setores foram ignificativamente diferentes. O setor 1 e 3 apresentaram a menor e maior média de comprimento total, respectivamente. A CCA correlacionou o setor 2 com médias mais elevadas de salinidade e pH, já o setor 3 demonstrou estar mais relacionado com temperaturas mais elevadas.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectZoologia - Sao Francisco do Sul (SC)pt_BR
dc.subjectEcologia lacustrept_BR
dc.subjectFauna de agua docept_BR
dc.titleVariação espaço-temporal da ictiofauna da Laguna Acaraí e seus afluentes no Parque Estadual Acaraí, São francisco do Sul, SC, Brasil.pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record