Show simple item record

dc.contributor.advisorBiondo, Alexander Welkerpt_BR
dc.contributor.authorGequelin, Luciana Cristina Fagundespt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecularpt_BR
dc.date.accessioned2018-04-23T17:45:10Z
dc.date.available2018-04-23T17:45:10Z
dc.date.issued2011pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/25729
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Alexander Welker Biondopt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduaçao em Biologia Celular e Molecular. 23/02/2011pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.descriptionMEM - TOMBO 565089 Provável erro de digitação - Verificar 949 - CH conferido e correto com livro - Yasmin.pt_BR
dc.description.abstractResumo: O vírus Epstein-Barr (EBV) após primoinfecção, estabelece infecção latente em células B de memória. Além da Mononucleose Infecciosa, esse vírus pode estar ligado a linfomas de Hodgkim e não Hodgkim, doença linfoproliferativa póstransplante (PTLD), linfoma de Burkitt, carcinoma de nasofaringe, carcinoma gástrico e outras neoplasias epiteliais. Diversos estudos foram realizados enfatizando a importância da quantificação da carga viral do EBV no seguimento de doenças associadas ao EBV. O objetivo do presente estudo foi melhorar o monitoramento de receptores de células progenitoras com o esenvolvimento e validação de um teste molecular baseado na técnica de PCR em tempo real. Foi realizado um estudo de coorte prospectivo em 601 amostras de plasma, obtidas de 51 pacientes submetidos ao transplante de células-tronco hematopoiéticas (TCTH) alogênico, durante um período aproximado de um ano. Desse total, 69 amostras foram detectáveis para o EBV. Contudo, apenas treze apresentaram carga iral acima de 1.000 cópias/ml. Esse valor é aceito como preditivo para PTLD, embora não tenha sido possível calcular um cut off na população estudada. Para validação da metodologia, contou-se também com um grupo controle saudável de 60 amostras e um grupo controle patológico com 161 amostras. Padronizou-se um ensaio com limite de detecção de 88 cópias/ml. Os resultados de precisão, especificidade e linearidade mostraram-se dentro do esperado. Os dados clínicos dos pacientes fo am obtidos dos prontuários médicos e analisados pelo programa EPI INFO 3.5.1. As doenças de base mais comuns foram anemia aplástica severa, anemia de Fanconi e leucemia mielóide aguda. Com relação à origem das células-tronco, 78.43% eram oriundas da medula ósssea, 15.69% de cordão umbilical e 5.88% do sangue periférico. Os valores de EBV acima do cut off estimado pertenciam a cinco pacientes diferentes. Todos realizaram transplante do tipo alogênico não aparentado quatro deles eram EBV soronegativos antes do procedimento. Isso mostra a importância do monitoramento da carga viral em indivíduos com fatores de risco significativos. O ensaio mostrou ser uma ferramenta útil, embora questões como valor de cut off preditivo e tipo de amostra ideal ainda precisem ser solucionadas em estudos posteriores.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: After primary infection, the Epstein-Barr virus (EBV) is latently maintained in memory B cells. Besides infectious mononucleosis, the virus may be linked to Hodgkim and non Hodgkim's lymphomas, ost-transplant lymphoproliferative disorder (PTLD), Burkitt's lymphoma, nasopharyngeal carcinoma, gastric carcinoma and others epithelial tumors. Several studies have been conducted emphasizing the importance of viral load in EBV-associated diseases. The aim of this study was to improve the monitoring o stem cell receptors with the development and validation of a molecular test based on real time PCR. We conducted a prospective cohort study in 601 plasma samples obtained from 51 patients undergoing hematopoietic stem cell transplantation (HSCT) allogeneic during a period of approximately one year. Overall, 69 samples were detectable for EBV. However, only thirteen presented viral load above 1,000 copies/ml. This value is accepted as predictive of PTLD, although it was not possible to calculate a cut off in the population. To alidate the methodology, is also told with samples of a healthy control group of 60 samples and a pathological control group with 161 specimens. It was standardized testing with low limit of detection of 88 copies/ml. The results of precision, specificity and linearity were within expectations. The patients' clinical data were obtained from medical records and analyzed using EPI INFO 3.5.1. The most common underlying diseases were evere aplastic anemia, Fanconi anemia and acute myeloid leukemia. With respect to the origin of stem cells, 78.43% were from the bone marrow, 15.69% of umbilical cord blood and 5.88% of peripheral blood. Values above the EBV DNA threshould belonged to five different patients. All patients underwent allogeneic transplantation from unrelated type and four of them were EBV seronegative before the procedure. This shows the importance of monitoring viral load in individuals with significant risk factors. The test proved a useful tool, although issues such as predictive threshould and optimal type of specimen have yet to be esolved in future studies.pt_BR
dc.format.extent145f. : il. algumas color., grafs., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectVirus do herpespt_BR
dc.subjectCélulas-troncopt_BR
dc.subjectCitologia e biologia celularpt_BR
dc.subjectBiologia molecularpt_BR
dc.titlePadronização da técnica para quantificação do vírus Epstein-Barr por PCR em tempo real em amostras de pacientes submetidos ao transplante de células-tronco hematopoiéticas no Hospital de Clínicas da UFPRpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record