Show simple item record

dc.contributor.authorSilva, Graziela Lucchesi Rosa da, 1979-pt_BR
dc.contributor.otherKlein, Lígia Regina, 1952-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.date.accessioned2020-07-31T21:19:58Z
dc.date.available2020-07-31T21:19:58Z
dc.date.issued2011pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/25549
dc.descriptionOrientadora: Profª Drª Lígia Regina Kleinpt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação. Defesa: Curitiba, 14/02/2011pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: A presente pesquisa objetiva elaborar, a partir das contribuições da Psicologia Histórico-Cultural, uma abordagem crítica à Educação de Jovens e Adultos no que tange ao papel do trabalho na aprendizagem e no desenvolvimento de sujeitos precariamente escolarizados. Para tanto, consideramos fundamental apreender a determinação da categoria trabalho, seja enquanto práxis seja enquanto trabalho alienado, na constituição do psiquismo e na aprendizagem do trabalhador. A investigação realizada levou à formulação da tese de que a Psicologia Histórico-Cultural, ao se fundamentar na categoria trabalho, nos marcos do materialismo histórico-dialético, pode contribuir para a promoção do processo de ensino-aprendizagem do jovem e do adulto, bem como para a crítica aos limites da EJA na sociedade contemporânea, na medida em que oferece novos e diferentes instrumentos para o entendimento dos processos cognitivos, sob a perspectiva das determinações histórico-sociais. Com essa diretriz, analisamos o desenvolvimento histórico de proposições voltadas a esta população no contexto brasileiro, para o que impôs-se a análise das condições materiais da universalização da escola pública e da criação e expansão desta modalidade de ensino no Brasil. A análise histórica possibilitou o entendimento de que a EJA é um dos fenômenos que manifestam a formação limitada de grande parte da população em uma sociedade fundamentada na propriedade privada dos meios de produção. Constatamos, ainda, que a concepção de educação ou aprendizagem ao longo da vida, amplamente incorporada nesta modalidade de ensino, é uma reprodução da subordinação da educação ao capital que aprofunda o esvaziamento do ensino escolar, enaltece o pragmatismo dos conhecimentos disponibilizados nesta instituição e torna mais precária a formação escolar do trabalhador. Ao mesmo tempo em que esta concepção educacional conclama a educação e aprendizagem para a transformação da realidade, os meandros da aprendizagem não são suficientemente explicitados e, com isso, os conhecimentos de diferentes áreas científicas, incluindo os da Psicologia, que poderiam auxiliar na promoção destes estudos não são referenciados com a consistência exigida pela relevância do tema. Concluímos que a Psicologia Histórico-Cultural, à luz do materialismo histórico-dialético, fornece instrumentos teórico-metodológicos fundamentais à formação escolar do trabalhador ao explicitar como homens precariamente escolarizados se constituem enquanto tal, o que isso implica na formação de seus psiquismos e seus desdobramentos para a prática social, sem incorrer na vitimização dos alunos fracassados ao demonstrar de modo concreto e suficiente a possibilidade, que tem essa população, de mobilização das potencialidades, de aprimoramento do conhecimento da realidade e da formação de consciência crítica instruída de si e do mundo.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The current research aims at elaborating a critical approach upon the Education of young people and adults, from the contributions of the Cultural-Historical Psychology, concerning the role of work in the learning process and development of precariously educated people. For this purpose, it is considered essential to learn the determination of the work category, being either praxis or alienated work in the constitution of the worker psyche and learning. The conducted research led to the statement of the thesis in which the Cultural-Historical Psychology, based on the working category, on the milestones of the dialectic-historical materialism, can contribute to the promotion of the learning process of young people and adults, as well as being a criticism to the limits of the Education of young people and adults in the contemporary society, once it offers new and different instruments to the understanding of cognitive processes, from the perspective of the social-historical determinations. Based on this, the historical development of propositions focused on this population in the Brazilian context was analyzed, to which was imposed the analysis of the material situation of the universalisation of the public school and the creation and enlargement of this modality of teaching in Brazil. The historical analysis enabled the understanding that the Education of young people and adults is one of the phenomena that express the limited formation of a large part of the population in a society based on the private property in the means of production. It can also be attested that, the idea of education or learning throughout the life, extensively incorporated in this modality of teaching, is a copy of the subordination of the education to the capital that deepens the emptying of the school education, praises the pragmatism of knowledge available in this institution making the school formation of the worker even more precarious. At the same time that this educational conception calls for the education and learning to the transformation of the reality, the meanders of learning are not sufficiently explained, and, consequently, the knowledge of different scientific areas, including the ones from Psychology, which could contribute to the promotion of these studies are not reported with the consistency demanded by the relevance of the theme. We come to the conclusion that the Cultural-Historical Psychology, in light of the dialectic-historical materialism, provides essential methodological-theoretical instruments to the school formation of the worker when it explains the way precariously educated men are constituted as such, what is implied in the formation of their psyche and their consequences to the social practice, without incurring the victimization of the failed students when demonstrating in a concrete and sufficient way, the possibility that this population has, of mobilization of potentialities, of improvement of knowledge about the reality and the formation of an instructed critical conscience of themselves and the world.pt_BR
dc.format.extent339 f.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectEducação de adultospt_BR
dc.subjectPsicologia escolarpt_BR
dc.subjectTrabalhadores - Educaçãopt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.titleEducação de jovens e adultos e psicologia histórico-cultural : a centralidade do trabalho na aprendizagem e no desenvolvimento de trabalhadores precariamente escolarizadospt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record