Show simple item record

dc.contributor.advisorKeinert Jr., Sidon, 1951-pt_BR
dc.contributor.authorMatsunaga, Dirce Kinuept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Florestalpt_BR
dc.date.accessioned2013-07-18T21:00:54Z
dc.date.available2013-07-18T21:00:54Z
dc.date.issued2013-07-18
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/25389
dc.description.abstractEste estudo foi conduzido com o objetivo de verificar o comportamento de vigas laminadas coladas produzidas com madeira comercial de Finus taeda L., classificadas mecanicamente, correlacionando-se as propriedades de resistência e de rigidez das tábuas com as propriedades das vigas no teste de flexão estática. A análise foi realizada através de equações de regressão e de relações matemáticas por diagramas representativos de tal comportamento na prática. Na fase inicial, foram testados corpos de prova livres de defeitos, sendo os resultados utilizados como subsídio para a determinação dos limites das classes de esforços e para a caracterização das propriedades mecânicas da madeira. A classificação da madeira foi baseada nas classes de resistência estabelecidas pelas especificações do Comitê Europeu de Normatização-CEN. As vigas laminadas foram construídas, com dimensões nominais de 13 x 23 x 400 cm., sendo confeccionados oito grupos de vigas, com média de trê repetições em cada grupo e submetidas ao teste mecânico destrutivo em flexão estática. Os resultados experimentais obtidos foram analisados estatisticamente, pela correlação dos valores de rigidez, determinados nas vigas, formadas pelos oito tratamentos, com tábuas selecionadas e posicionadas de acordo com os critérios estabelecidos pela citada norma, de classificação e de distribuição. O objetivo final deste estudo foi verificar os modelos de análise de regressão simples que pudessem estimar o valor do módulo de elasticidade de uma viga, em função de parâmetros determinados para a madeira, na classificação não destrutiva (NDT). Na avaliação da influência dos valores dos módulos de elasticidade das tábuas na propriedade de rigidez das vigas, o modelo linear y a + bx apresentou ajuste adequado à correlação das variáveis, demonstrando aumento nos valores do módulo de elasticidade das vigas com o aumento nos valores de rigidez das tábuas. Das equações desenvolvidas para estimar a rigidez das vigas, apresentou melhor adequação, a equação envolvendo análise agrupada de todas as classes estudadas, MOEVÍga. = 34782 + 0,550* MOFbuas. Nos resultados obtidos, em termos de rigidez, os valores do módulo de elasticidade apresentaram níveis próximos, comparáveis aos valores requeridos para vigas laminadas produzidas com madeiras de pinus europeus. Na classificação das tábuas individuais, a variável MOE5 medida em dois pontos médios centrais, apresentou os melhores coeficientes de correlação.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectCompensados de madeirapt_BR
dc.subjectMadeira - Estruturaspt_BR
dc.subjectVigaspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleAvaliação da utilização de madeira comercial de Pinus taeda L. e da adequabilidade da Norma Europeia Unificada(CEN), na construção de vigas laminadas coladaspt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record