Show simple item record

dc.contributor.advisorBerger, Ricardopt_BR
dc.contributor.authorMalinovski, Ricardo Anselmopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Florestalpt_BR
dc.date.accessioned2013-06-13T14:27:22Z
dc.date.available2013-06-13T14:27:22Z
dc.date.issued2013-06-13
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/25375
dc.description.abstractEsta pesquisa realizou uma análise florestal de pequenas propriedades rurais no Município de São José dos Pinhais (PR), propondo a implantação de essências florestais nas áreas limítrofes destas propriedades. Utilizou-se dois questionários para diagnosticar a situação atual das propriedades no município. O primeiro almejava informações referentes à estrutura fundiária e a ocupação do solo e o segundo, informações pertinentes a área florestal. Com as informações resultantes avaliou-se a situação da reserva legal, a quantidade de reflorestamento existente, o perímetro médio das propriedades rurais e a percepção dos produtores em relação a área florestal. Procedeu-se a uma avaliação econômica das culturas da bracatinga, da erva-mate, do eucalipto e do pinus para plantio nas bordaduras das propriedades. Realizou-se um planejamento para um ciclo de 21 anos com o objetivo de comparar o retomo econômico da atividade. Para análise econômica das culturas utilizou-se os critérios do valor presente líquido (VPL), da razão beneficio/custo (RB/C) e da taxa interna de retorno (TIR). Adotou-se uma taxa mínima de atratividade (TMA) de 6%. Os resultados obtidos mostram que predomina no município propriedades entre 0,1 e 15 ha; a maioria das áreas não possui uma reserva legal adequada à legislação vigente; o grau de escolaridade dos produtores não influência na quantidade de reserva legal existente; os produtores rurais que possuem apenas o grau fundamental são os que mais reflorestam no município; a bracatinga é a essência florestal preferida dos produtores; são poucos os produtores que conhecem o significado do Programa Florestas Municipais, do Código Florestal Brasileiro e da Reserva Florestal Legal. Constatou-se ainda que a erva-mate foi a cultura que apresentou os melhores índices econômicos para o plantio nas áreas limítrofes, seguida do pinus. O eucalipto apresentou um VPL baixo comparado com as outras culturas e a bracatinga obteve índices econômicos negativos, tornado-se inviável para o plantio, contrariando a preferência do agricultor ruralpt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectReflorestamento - Paranápt_BR
dc.subjectReflorestamento - Aspectos economicos - Paranápt_BR
dc.subjectPequenas propriedades ruraispt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectViabilidade economicapt_BR
dc.titleReflorestamento em áreas limítrofes de propriedades rurais em Sao José dos Pinhais (PR)pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record