Show simple item record

dc.contributor.authorMoraes, Rafaela Scariot dept_BR
dc.contributor.otherGugisch, Renato Cordeiropt_BR
dc.contributor.otherRebellato, Nelson L. Bpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Odontologiapt_BR
dc.date.accessioned2011-03-25T12:08:53Z
dc.date.available2011-03-25T12:08:53Z
dc.date.issued2011-03-25
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/25359
dc.description.abstractResumo: Introdução: As lesões císticas uniloculares intraósseas são as entidades patológicas mais comuns que afetam a região buco-maxilo-facial. O potencial proliferativo bem como a sua expansão ainda são incertos. Sugere-se que as metaloproteinases (MMPs) têm um papel importante no desenvolvimento de algumas condições patológicas. Objetivo: O objetivo desse estudo foi correlacionar os aspectos radiográficos (área) da lesão com a presença das MMPs-2 e -9 nos cistos dentígeros, cistos radiculares e tumores odontogênicos ceratocísticos. Métodos: A amostra foi composta por dez espécimes de cistos dentígeros, nove cistos radiculares e oito tumores odontogênicos. A área radiográfica de cada lesão foi calculada a partir da fórmula matemática da área da elipse. Todos os espécimes foram submetidos à análise imunoistoquímica para estas enzimas. As imunolocalizações das MMPs-2 e -9 foram classificadas em escores, como ausente, presente ou fortemente presente. Resultados e Conclusões: A média das áreas radiográficas das lesões foi de 284,17 mm2 para os cistos dentígeros, 235,81 mm2 para os cistos radiculares e 381,81 mm2 para os tumores odontogênicos. O resultado das análises estatísticas mostraram que a imunolocalização das MMPs e a área radiográfica das lesões não estão relacionadas para todas as lesões em questão (p>0,05), exceto para a MMP-2 nos cistos radiculares (p=0,02/rs= -0,659), o que significa que quanto menor o cisto radicular maior a imunomarcação para essa enzima. A MMP-2 e a MMP-9 estão envolvidas com os cistos dentígeros e radiculares, relacionando-os com a expansão cística enquanto a MMP-2 e a MMP-9, nos tumores odontogênicos ceratocísticos, estão relacionadas a invasão, proliferação celular e consequentemente agressividade. Além disso, há uma associação inversa, nesse tumor, entre a imunomarcação da MMP-2 e MMP-9 (p=0,03/rs=-0,660), indicando imunoexpressões em regiões distintas.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectMetaloproteinaspt_BR
dc.titleCorrelação entre a área radiográfica e a imunolocalização da MMP-2 e MMP-9 em cisto dentígeros, cistos radiculares e tumores odontogênicos ceratocísticos unilocularespt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record