Show simple item record

dc.contributor.authorRibeiro, Maria de Fátima dos Santospt_BR
dc.contributor.otherDaros, Edelclaitonpt_BR
dc.contributor.otherCaires, Eduardo Fáveropt_BR
dc.contributor.otherDebaecke, Philippept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Agronomiapt_BR
dc.date.accessioned2011-03-23T11:41:56Z
dc.date.available2011-03-23T11:41:56Z
dc.date.issued2011-03-23
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/25352
dc.description.abstractResumo: A adição obrigatória do biodiesel ao óleo diesel e os mecanismos de inclusão da agricultura familiar do Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel, estabeleceram um mercado potencial para as plantas oleaginosas, e uma nova oportunidade para os agricultores familiares. O girassol destaca-se pela qualidade do biodiesel produzido, ampla adaptação climática, possibilidade de agregação de valor e uso dos co-produtos. O presente estudo objetivou avaliar o desempenho agronômico e econômico da cultura do girassol em sistemas de produção familiar do sudeste paranaense, nas safras 2007 e 2008. Adotou-se o enfoque sistêmico e o diagnóstico agronômico como método de análise. A cultura do girassol foi implantada em áreas de 5000 m2 , em solos classificados como Cambissolos. As cultivares BRS 122, CATISSOL e Helio 250 foram semeadas entre início de agosto e início de outubro, a uma densidade de 45.000 plantas.ha-1. A adubação de base foi definida de acordo com a recomendação para a cultura. De acordo com a cultivar, as datas de semeadura e os talhões, 26 situações culturais foram analisadas. O estado hídrico da cultura foi estimado por meio de um modelo de simulação do balanço hídrico, o qual indicou a ocorrência de deficiência hídrica nas duas safras. Os rendimentos de aquênios e de óleo variaram de 961 kg.ha-1 a 1995 kg.ha-1 e de 423 kg.ha-1 a 927 kg.ha-1 respectivamente. Os maiores rendimentos estiveram próximos aos obtidos em ensaios em parcelas experimentais. A Análise de Componentes Principais indicou que a variabilidade nos rendimentos esteve correlacionada com a variabilidade na evapotranspiração relativa em R1-R4 e R4-R6 e com a variabilidade nas quantidades de N, Ca, B e P extraídos pela cultura. O crescimento radicular em profundidade foi limitado pelos altos teores de alumínio no solo em subsuperfície. Simulações com o uso do modelo indicaram que, com uma profundidade máxima do istema radicular de 0,6 m, não haveria ocorrido deficiência hídrica. Dessa forma, opções tecnológicas que possibilitem a eliminação do alumínio em subsperfície evidenciam-se como prioritárias para estudos posteriores. O desempenho econômico da cultura do girassol foi avaliado para as modalidades Tração Animal (TA), no qual todas as operações são executadas com tração animal e humana; Intermediário (I), no qual as operações são motomecanizadas, com exceção da colheita, que é manual; e Totalmente Mecanizado (TM), no qual todas as operações são motomecanizadas. A demanda de mão-de-obra variou de 4,0 h.ha-1 (TM), até 104 h.ha-1 (TA). A colheita manual demandou 38,8 h.ha-1. O custo operacional efetivo (COE) variou de R$378 (TA) a R$826 (TM). O custo da colheita mecanizada na modalidade TM correspondeu a 71% do custo total das operações. O custo com sementes teve pouca participação no COE, cujos valores por hectare foram de R$20 para as variedades e R$93 para o híbrido. O custo com fertilizantes representou de 46,69% a 86,45% do COE. Os resultados da ACP indicaram que a margem bruta esteve positivamente correlacionada com o rendimento de aquênios e negativamente correlacionada com o custo com fertilizantes, e não esteve correlacionada com o custo com sementes e com a intensidade de uso de mecanização. As menores margens brutas por hectare variaram entre R$180.ha-1 (TM) e R$ 288 ha-1 (TA e I). As maiores margens brutas variaram entre R$553.ha-1 (TM) e R$695.ha-1(TA e I). A alta demanda de mão-de-obra para a colheita manual é um fator restritivo em função da competição com a colheita do feijão e do fumo. Pelo alto custo, a contratação de serviços de terceiros para a colheita mecanizada ustificase apenas em situações com altos rendimentos. Dessa forma, necessita-se de opções de colheita mecanizada que incorram em menores custos aos agricultores.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleDesempenho agronômico e econômico da cultura do girassol em sistemas de agricultura familiar do sudeste paranaensept_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record