Show simple item record

dc.contributor.advisorSeitz, Rudi Arno, 1950-pt_BR
dc.contributor.authorBrassiolo, Miguel Marcelopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Florestalpt_BR
dc.date.accessioned2013-06-28T15:52:14Z
dc.date.available2013-06-28T15:52:14Z
dc.date.issued2013-06-28
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/25285
dc.description.abstractO trabalho foi desenvolvido na Floresta Nacional Capão Bonito (FLONA C. B.), de propriedade do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal (IBDF), em povoamentos de Pinus elliottii oriundos de regeneração natural, tendo os seguintes objetivos: avaliar a densidade e distribuição de plantas em povoamentos jovens; obter parâmetros que descrevam o estágio de desenvolvimento destas plantas; avaliar algumas características que descrevam a qualidade das plantas e; analisar a estrutura dos povoamentos jovens, visando informações necessárias para o seu manejo. Foram escolhidas 5 áreas bem diferenciadas com regeneração natural de Pinus, sendo 4 crescendo dentro do povoamento das árvores matrizes (I, II, III e IV) e uma a céu aberto (V). A amostragem foi realizada com parcelas de tamanho variável segundo a agregação de cada população considerada, distribuídas sistematicamente na área. O tamanho da parcela foi determinado com auxilio do "diagrama de áreas vazias", procurando atingir uma alta probabilidade (90 %) de que ela contivesse ao menos uma p]anta jovem. Na população II não foi possível usar esta metodologia e a área foi fixada em 5 m² com a qual se atingiu uma probabilidade de 50% de encontrar ao menos uma planta na parcela. Foram verificadas variações no número de plantas por unidade de área que abrangem de 12.000 ate 572.800 pl/ha, indicando que em todas as situações estudadas a densidade foi satisfatória A distribuição destas plantas jovens, analisada através do "diagrama de áreas vazias", mostrou ser satisfatória para a maioria das populações. Quanto à potencialidade destas plantas, foi constatado nas populações I, III e V uma boa vitalidade, enquanto nas demais observou¬se uma diminuição desta. Quanto às tortuosidades, são em geral de pouca importância, sendo a população IV a que apresentou maior número de plantas deformadas. Dos defeitos estudados a tortuosidade na base das plantas apresentou as maiores freqüências. As bifurcações e a presença de pontas secas ocorrem com freqüência muito baixa. Como auxilio na descrição das populações estudadas utilisou-se a analise de agrupamento. Posteriormente foram realizadas comparações entre as populações, representadas pelo grupo mais importante, indicando as diferenças de desenvolvimento nas áreas consideradas. Quanto à metodologia utilizada, especialmente no que se refere a análise multivariada, constatou-se eficiência para os objetivos propostospt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectFlorestas - Reprodução - Paranápt_BR
dc.subjectPinus elliottiipt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleAvaliação da regeneraçao natural de Pinus elliottii Engel. var. elliottii na Floresta Nacional de Capão Bonito, SPpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record