Show simple item record

dc.contributor.advisorBerger, Ricardopt_BR
dc.contributor.authorSilva, Zenobio Abel Gouvêa Perelli da Gama ept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Florestalpt_BR
dc.date.accessioned2013-06-27T17:54:44Z
dc.date.available2013-06-27T17:54:44Z
dc.date.issued2013-06-27
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/25235
dc.description.abstractEste trabalho identifica e analisa as principais características econômicas da produção e comercialização de dormentes no Estado do Paraná, mais especificamente na área sob a jurisdição da Superintendência Regional de Curitiba da Rede Ferroviária Federal S.A., SR-5, com seus 3.911,44 Km de malha viária, no período 1981-6. 0 dormente de madeira e o produto, ainda, com grande utilização nesta regional, tendo-se empregado, em caráter experimental, alguns quilômetros com peças de concreto. Quanto a formatação as peças de madeira apresentam-se com a configuração prismática, porém, para o futuro ë provável a aplicação de produtos roliços ou de duas faces. 0 suprimento de dormentes para esta regional apresentou, no período 1981-6, deficiências qualitativas e quantitativas devido à crescente escassez de florestas naturais no Estado do Paraná, assim como as peças produzidas são oriundas de espécies com poucas aptidões para esse processo produtivo, proporcionando um elevado índice de substituição destes produtos nas vias. As regiões de Guarapuava (PR) e União da Vitória (PR) apresentaram grande participação no suprimento de dormente para esta regional, onde se utilizam para o desdobro o sistema semimecanizado com moto-serra. Sob o aspecto da comercialização, tem-se para este mercado as características de um oligopólio na produção e um monopsónio no consumo. A produção e consumo apresentaram-se altamente concentrados, onde 2 entre 10 fornecedores, em 1986, representaram 82,1% da produção e a SR-5 alcançou 98% do consumo dessas peças. Os preços dos dormentes sofreram, no período analisado, uma perda real em seus valores, o que proporcionou aos produtores baixos índices de lucratividade. Em função dos dormentes de madeira apresentar maior economicidade de uso, tem-se como perspectiva futura para a SR-5, no curto-prazo, que o suprimento seja realizado por áreas onde existe abundância em florestas nativas, tais como o norte do Brasil, o Paraguai ou Argentina. Com relação ao longo-prazo, é viável a SR-5 tornar-se auto-suficiente mediante a implantação de povoamentos de eucalipto, os quais apresentam potenciais de rentabilidade ao redor de 7,15% ao ano.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDormentes de ferrovias - Aspectos economicos - Paranápt_BR
dc.subjectDormentes de ferrovias - Comercialização - Paranápt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectAcervo transferido da AG para CF 2001pt_BR
dc.titleAnálise econômica da produção e comercialização de dormentes ferroviários no Estado do Paraná (1981-6)pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record