Show simple item record

dc.contributor.advisorBerger, Ricardopt_BR
dc.contributor.authorSantos, Anadalvo Juazeiro dospt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Florestalpt_BR
dc.date.accessioned2013-06-19T15:00:17Z
dc.date.available2013-06-19T15:00:17Z
dc.date.issued2013-06-19
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/25229
dc.description.abstractO presente estudo faz uma análise sobre o comportamento da industria de serrados no Paraná no decorrer do período 1971- 81, objetivando fundamentalmente diagnosticar o desempenho dessa atividade através da determinação e quantificação do mercado consumidor de madeiras serradas, das exportações internas e externas, da disponibilidade de matéria-prima florestal para essa indústria e da sua importância sócio-econômica. A constatação da existência somente de estudos globalizantes sobre o complexo madeireiro foi determinante para a realização desta pesquisa, que teve como preocupação central a análise do segmento serrarias. 0 material utilizado para a referida análise foi obtido junto a instituições governamentais ligadas direta ou indiretamente ao setor, bem como através de consultas a alguns estudos de caráter abrangente sobre a atividade madeireira e aos levantamentos florestais realizados. Para a análise dos resultados utilizou-se o método descritivo sintético, que permite o conhecimento geral sobre a indústria de madeiras serradas através da análise das partas e ligações que compõem este segmento inserido dentro da indústria florestal de primeira geração do setor. Assim, como resultado, determinou-se a disponibilidade de matéria-prima florestal nativa e plantada passível de ser utilizada pelas serrarias, bem como a estrutura desta indústria em função do número de estabelecimentos, porte, distribuição espacial, produção efetiva e nível de ociosidade. Também foram determinadas a distribuição do consumo de madeiras serradas entre as principais indústrias demandantes, as exportações internas e externas e a situação sócio-econômica em termos de renda e empregos gerados em relação à economia paranaense. As conclusões mais significativas do estudo em relação ao comportamento da atividade de serrados no Paraná, no período analisado, dão conta de que as serrarias tradicionais em sua grande maioria encerraram suas atividades. Isto em decorrência da escasssez da matéria-prima florestal, notadamente na porção sul do Estado pela redução de Araucária e ao norte e oeste pela devastação florestal. Restou em atividade somente um pequeno número de médios e grandes estabelecimentos industriais localizados na região centro-sul do Estado, região esta que ainda detinha remanescentes florestais nativos. Em contrapartida, surgiram, a partir de meados da década de 70, as serrarias especializadas em desdobro de madeiras oriundas de reflorestamento, sendo totalmente diferenciadas das serrarias tradicionais tendo em vista a substituição dos principais equipamentos. Estas novas indústrias possuem uma forte intenção de crescimento no Paraná, tanto em termos de número de estoques volumétricos disponíveis dos reflorestamentos implantados a partir de 1966 com o advento dos incentivos fiscais para a atividade.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectSerrarias - Paranápt_BR
dc.subjectMadeira serrada - Comércio - Paranápt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleIndústria de madeiras serradas no Estado do Paranápt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record