Show simple item record

dc.contributor.advisorKuniyoshi, Yoshiko Saito, 1941-pt_BR
dc.contributor.authorLima, Roberto Xavier dept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Florestalpt_BR
dc.contributor.otherSilva, Sandro Menezes, 1964-pt_BR
dc.date.accessioned2013-06-24T17:56:33Z
dc.date.available2013-06-24T17:56:33Z
dc.date.issued2013-06-24
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/25200
dc.description.abstractEste trabalho tem por objetivo resgatar o conhecimento etnobotânico em dez comunidades continentais da Área de Proteção Ambiental (APA) de Guaraqueçaba. A APA está localizada no litoral norte do Estado do Paraná - Brasil, é uma Unidade de Conservação composta por ecossistemas da Floresta Ombrófila Densa (Floresta Atlântica) em bom estado de conservação, compreendendo 313.400 ha. Populações Tradicionais, com elevado conhecimento da flora regional, estão distribuídas em 57 localidades. Foram selecionadas dez comunidades e realizadas 90 entrevistas etnobotânicas no período de junho de 1994 a outubro de 1995. Neste trabalho foram obtidos dados sócio-econômicos das comunidades e informações de 480 'etnoespécies", distribuídas por 119 famílias botânicas e 308 gêneros. Deste total, 435 foram identificadas até espécie. As entrevistas resultaram num total de 3400 referências etnobotânicas, que foram agrupadas em 14 categorias de uso. Obtiveram-se informações de 323 plantas utilizadas na medicina popular representando 67,3% das citações. Nesta categoria, a família Asteraceae, com 35 espécies foi utilizada mais abundantemente, seguidas pelas famílias Lamiaceae e Solanaceae com 13 espécies, Myrtaceae com 11, Euphorbiaceae e Poaceae, ambas com 10, Rutaceae com 9, Cucurbitaceae com 8. Caesalpiniaceae, Lauraceae e Rubiaceae todas, com 7. Foram 125, as espécies utilizadas na alimentação (26,0%). Na utilização da madeira para desdobro, foram citadas 119 espécies representando 24,8% do total. Espécies associadas a utilização pesqueira, foram 56, representando 11,7%. Foram citadas respectivamente, 33 plantas (6,9%) com o utilização para artesanato e fins comerciais. Apenas 28 espécies (5,8%) foram citadas com utilização silvicultural. Plantas ornamentais e meliferas obtiveram 26 (5,4%) das citações. Foram citadas respectivamente 10 espécies (2,1%) utilizadas como ração animal e finalidades míticas. Plantas com utilização na medicina veterinária e para a confecção de fibras, obtiveram respectivamente 1,7% das citações de uso. As plantas utilizadas para cercas vivas, obtiveram 1,5% de utilização. A média geral de espécies citadas por entrevistado ficou em 33,2 para aproximadamente urna hora de entrevista. Utilizando o índice de diversidade de Shannon. foram obtidos valores de 2,38 (base 10) e 5,48 (base e) que, comparados a outros estudos, indicam elevado conhecimento etnobotânico regional. Utilizando o índice de similaridade de Jaccard, as comunidades de Guaraqueçaba, Serra Negra, Potinga e Morato respectivamente, podem ser classificadas como as detentoras de unia maior similaridade de informações etnobotânicas. Estas informações foram compiladas e devolvidas às comunidades por meio de cursos, palestras e uma apostila contendo 43 espécies medicinais citadas pela comunidade, as quais tiveram efetivamente confirmado o uso pela literatura científica. PALAVRAS CHAVES: Etnobotânica, População Tradicional, Floresta Ombrófila Densa Atlânticapt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectEtnobotanica - Paranápt_BR
dc.subjectPlantas uteis - Paranápt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectEtnobotanica - Guaraquecaba (PR)pt_BR
dc.subjectArea de Proteçao Ambiental de Guaraqueçaba (PR)pt_BR
dc.titleEstudos etnobotanicos em comunidades continentais da area de proteção ambiental de Guaraqueçaba Parana - Brasilpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record