Show simple item record

dc.contributor.advisorInoue, Mário Takao, 1946-pt_BR
dc.contributor.authorGreco, Angelo Rafael, 1946-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Florestalpt_BR
dc.contributor.otherSoares, Ronaldo Viana, 1943-pt_BR
dc.date.accessioned2013-06-03T16:44:45Z
dc.date.available2013-06-03T16:44:45Z
dc.date.issued2013-06-03
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/25125
dc.description.abstractA mudança para o semeio direto em recipientes contendo substratos isentos de patógenos habituais do solo, não resolveu totalmente o problema do declínio e morte nos plantios de Pinus e Eucalyptus, associado à podridão de raízes. Esses problemas foram sempre atribuídos ao ataque dos fungos, Cyilndrocladium spp.,, patógenos com amplas faixas de hospedeiros e distribuição no Brasil, em áreas de mata e cerrado. As ocorrências de Cylindrocladium spp. são citadas como resultantes da predisposição de alguns hospedeiros com malformação de raízes, oriundas do viveiro ou por plantio inadequado. Amostras de solo de 1000 gramas foram coletadas em campo, de árvores de Pinus e Eucalyptus com mais de dois anos de plantio, afetadas ou não por declínio e podridão de raízes. Das observações da interação planta doente vs malformação de raízes, foram realizados diversos isolamentos, inclusive em solos virgens ou em pousio. Destes isolamentos, constatou-se a ampla distribuição do fungo C. clavatum, em reflorestamentos, com Pinus e Eucalyptus nos Estados do Paraná e Santa Catarina. Os experimentos, conduzidos com delineamento estatístico em casa de vegetação com mudas de Pinus taeda e Eucalyptus grandis, exibindo ou não raízes malformadas e inoculadas com estirpes patogênicas de C. clavatum comprovaram a elevada predisposição dessas mudas a infecções e morte pelo patógeno. No controle das infecções recomenda-se práticas de manejo mais adequadas à formação das mudas no viveiro principalmente nos plantios definitivos. Esses plantios devem ser mais correlacionados com o preparo do solo e a idade do material propagativo, evitando com isso os traumas e enovelamento das raízes de Pinus e Eucalyptus.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectPinus taeda - Doenças e pragaspt_BR
dc.subjectEucalyptus grandis - Doenças e pragaspt_BR
dc.subjectRaizes - Doenças e pragaspt_BR
dc.titlePredisposição de Pinus taeda L. & Eucaliptus grandis Smith a infecções por Cylindrocladium clavatum Hodges & relacionadas com mal formação de raizespt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record