Show simple item record

dc.contributor.authorMafioleti, Tereza Rachelpt_BR
dc.contributor.otherBarboza, Angela Olandoskipt_BR
dc.contributor.otherSilva, Arinei Carlos Lindbeck dapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Tecnologia. Programa de Pós-Graduaçao em Métodos Numéricos em Engenhariapt_BR
dc.date.accessioned2010-10-28T10:55:29Z
dc.date.available2010-10-28T10:55:29Z
dc.date.issued2010-10-28
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/24782
dc.description.abstractResumo: A imposição das Legislações Federal e Estadual quanto à área de Reserva Legal em todas as propriedades rurais do Brasil é favorável à conservação do meio ambiente, porém traz consigo a diminuição de áreas das quais advém lucros, dentre elas lavouras e pastagens. Os agricultores familiares que têm nas atividades agrícolas a sua maior fonte de renda são prejudicados com parte de sua propriedade destinada à Reserva Legal. A lei não exime o pequeno proprietário da responsabilidade de implantação da Reserva Legal, porém garante alternativas de manejo para uso sustentável da área. Buscando estas alternativas, neste trabalho foram simulados sistemas de manejo para um período de 30 anos. Nestas simulações procurou-se atender as restrições impostas pela Lei e os planejamentos de maior Valor Presente Líquido (VPL). Um modelo matemático de Programação Linear Inteira Mista foi estruturado usando-se informações referentes ao problema. Foram respeitadas restrições referentes às Leis que regem a Reserva Legal e também as restrições técnicas específicas para a região em estudo. Os modelos foram desenvolvidos para o sudoeste do Paraná. Nestes modelos foram testados diferentes regimes de manejos e respectivos fluxos de caixa a fim de contemplar diversas situações. Para tanto, foi desenvolvido um software no aplicativo MATLAB para a redação dos modelos que foram então resolvidos pelo aplicativo LINGO. Cada solução foi organizada em cenários e incluiu os seguintes aspectos do problema: ocupação da área da Reserva Legal, quantidade de mudas por hectare, fluxo de caixa no período de planejamento, anos de plantios, desbastes e colheitas. Estes cenários foram estruturados com o auxílio do Microsoft Excel e estimaram a situação da Reserva Legal em cada um dos períodos do planejamento. Três casos distintos quanto à quantidade de espécies exigidas pelo modelo no decorrer dos períodos de planejamento foram simulados. Após a comparação e análise das alternativas viáveis concluiu-se que os sistemas que apresentaram maiores VPL’s foram os que permitiam que metade da área da Reserva Legal fosse ocupada por uma única espécie. Com relação aos aplicativos computacionais utilizados, observou-se que o software implementado no MATLAB mostrou-se eficaz para redigir os modelos, pois automatizou o esforço despendido para o cálculo de alguns dos parâmetros. Também permitiu redigir modelos com período inicial no ano atual ou nos anos seguintes, possibilitando um estudo mais amplo a sobre a viabilidade econômica na implantação dos sistemas de manejo florestal para uso sustentável da área de Reserva Legal. inalmente, pode-se observar que o aplicativo LINGO resolveu os modelos de forma eficiente em tempo computacional aceitável.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titlePlanejamento à longo prazo para uso sustentável da reserva legal em pequenas propriedadespt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record