Show simple item record

dc.contributor.authorPrata, José Guilhermept_BR
dc.contributor.otherMatos, Jorge Luis Monteiro de, 1960-pt_BR
dc.contributor.otherIwakiri, Setsuo, 1957-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Florestalpt_BR
dc.date.accessioned2013-05-29T15:36:08Z
dc.date.available2013-05-29T15:36:08Z
dc.date.issued2013-05-29
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/24704
dc.description.abstractA necessidade de aumentar as áreas de plantios com espécies de rápido crescimento, levando em consideração além da quantidade, a qualidade desta matéria-prima é essencial para suprir a demanda atual das indústrias madeireiras. Os plantios de rápido crescimento disponível atualmente no Brasil são além do gênero Eucalyptus, os plantios do gênero Pinus concentrados nas regiões sul e sudeste do país. Espécies tropicais deste gênero estão sendo estudadas a fim de expandir os plantios e disponibilizar estas espécies consideradas exóticas, aliviando a pressão de nossas florestas naturais. Os painéis colados lateralmente são fabricados a partir do beneficiamento de subprodutos de madeiras, permitindo o melhor aproveitamento da matéria-prima. Este trabalho teve como objetivo avaliar a viabilidade tecnológica do uso da madeira de espécies de pinus tropicais para a produção de painéis colados lateralmente. Para o desenvolvimento deste estudo foram utilizadas as espécies de Pinus oocarpa, Pinus chiapensis, Pinus maximinoi, Pinus caribaea hondurensis, Pinus tecunumanii e Pinus taeda, sendo esta última espécie considerada como testemunha pelo fato dela ser tradicionalmente utilizada para a fabricação deste tipo de painel. Na união das peças de madeiras foram utilizadas diferentes gramaturas de adesivo Polivinil Acetato. Para cumprir com os objetivos deste trabalho, foram determinadas as propriedades químicas e físicas das espécies e as propriedades mecânicas dos elementos colados, tanto para a colagem lateral quanto para a colagem de topo através de uniões de "finger joint” com forma de avaliação da qualidade de colagem. Os resultados demonstraram, apesar de nenhuma espécie ter atendido os requisitos mínimos de qualidade de colagem lateral imposto pela norma EN-13353, as espécies de P. maximinoi, P. c. hondurensis e P. chiapensis, apresentaram as maiores resistências médias. Em relação aos requisitos de qualidade da norma ASTM – D5572, todas as espécies cumpriram as exigências mínimas requeridas, destacando-se as espécies de P. tecunumanii e P.c. hondurensis como as maiores resistências médias à colagem de topo. Baseado nos resultados, as espécies indicadas para a fabricação de painéis colados lateralmente são o P. c. hondurensis e o P. maximinoi.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectPaineis de madeirapt_BR
dc.subjectAdesivospt_BR
dc.subjectAcetato de vinilapt_BR
dc.titleEstudo da viabilidade tecnológica do uso de espécies de pinus tropicais para produção de painéis colados lateralmente (Edge Glued Panels - EGP)pt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record