Show simple item record

dc.contributor.authorFrigotto, Tiago Andrépt_BR
dc.contributor.otherTeixeira, Rodrigo de Almeidapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Ciencias Veterináriaspt_BR
dc.date.accessioned2010-10-15T12:32:46Z
dc.date.available2010-10-15T12:32:46Z
dc.date.issued2010-10-15
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/24523
dc.description.abstractResumo: O periodo de transicao entre o final da gestacao e o inicio da lactacao e o estadio de maior importancia no ciclo produtivo de vacas leiteiras, pois e um momento critico e determinante para a saude da vaca e seu retorno economico durante toda a lactacao. Tendo em vista a importancia deste periodo, objetivou-se com este trabalho monitorar a saude de vacas leiteiras no pre e pos-parto, assim como o desempenho produtivo durante a lactacao. Para a realizacao do monitoramento, foram conduzidos tres experimentos, em que se utilizou 105 vacas provindas de dois rebanhos comerciais (A e B), sendo A composto por 12 primiparas (P) e 14 multiparas (M) e B por 20 P e 59 M. No pre-parto o pH urinario foi determinado. Apos o parto, exames clinicos foram realizados nos primeiros 10 dias para o diagnostico de doencas e amostras de sangue foram colhidas nos dias 1, 2, 5 e 10 para determinar a concentracao serica de acidos graxos nao esterificados (AGNE), ƒÀ-hidroxibutirato (BHBA) e calcio total (Ca). Dados de producao leiteira foram coletados do 5o ao 91o dia de lactacao. A analise estatistica foi realizada com o programa estatistico SAS (2001). O primeiro experimento determinou o pH urinario nos ultimos sete dias de gestacao para avaliar a eficiencia acidogenica da dieta. Nao foram observadas correlacoes significativas entre o pH urinario e os niveis de Ca serico, ordem de lactacao, producao de leite e incidencia de doencas metabolicas. No segundo experimento monitorou-se alguns metabolitos sanguineos, AGNE, BHBA e Ca. Concentracao de AGNE nos dias 1, 5 e 10 posparto foram decrescentes (P<0,01), M apresentaram maiores valores de AGNE sericos do que P (P<0,05), porem, nao houve diferenca entre A e B (P>0,05). BHBA foi diferente (P<0,05) entre A e B, porem, nao houve efeito de ordem de lactacao (P>0,05), assim como entre P e M nao foram diferentes (P>0,05) e entre os dias 1, 5 e 10 houve diferenca (P<0,05). Valores de Ca (mg/dL) nao apresentaram diferencas significativas (P>0,05) para nenhum dos efeitos analisados. A producao media de leite (em litros) na fazenda A foi maior que em B (P>0,05). Vacas M produziram mais leite (P<0,01) que P. P de A e P de B nao apresentaram diferencas significativas em nenhum dos dias avaliados, M de A tiveram uma producao media (P<0,05) superior as M de B do 14o ao 63o dia de lactacao. A realizacao monitoramento clinico e produtivo de vacas no periodo de transicao possibilitou avaliar os manejos das propriedades, e desta forma, diagnosticar erros para prevenir a ocorrencia de problemas clinicos.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleMonitoramento clínico e produtivo de vacas leiteiras no período de transiçãopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record