Show simple item record

dc.contributor.advisorCosta, Iara Bemquerer, 1948-pt_BR
dc.contributor.authorKrüger, Simone Lesnhakpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Letraspt_BR
dc.date.accessioned2019-12-11T14:44:09Z
dc.date.available2019-12-11T14:44:09Z
dc.date.issued2003pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/24501
dc.descriptionOrientador : Iara Bemquerer Costapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes. Curso de Pós-Graduação em Letras. Defesa: Curitiba, 17/10/2003pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: A anáfora indireta é uma estratégia de progressão referencial caracterizada pela ausência de ligação explícita entre uma expressão nominal ou um pronome anafórico e um antecedente na superfície textual. Esta pesquisa trata da observação das atividades ou processos envolvidos no estabelecimento da relação entre essas anáforas e os elementos textuais denominados âncoras, os quais servem de suporte para a emergência de sentidos, permitindo a ligação textual implícita. A referenciação é concebida como uma construção colaborativa de objetos do discurso, objetos cuja existência é estabelecida no discurso, emergindo das práticas simbólicas e intersubjetivas, evoluindo de uma forma flexível. O sentido das palavras e expressões pode sofrer alterações dada a variação contextual ou do interlocutor, apresentando-se as descrições do mundo como incompletas. Tomamos como base o trabalho de MARCUSCHI (2001a) sobre as anáforas indiretas para a análise de textos produzidos por estudantes de graduação da Universidade da Região de Joinville - Campus São Bento do Sul, dos cursos de Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Pedagogia e Letras.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The indirect anaphor is a strategy of reference progression characterized by absence of explicit connection between nominal expressions or anaphoric pronouns and an antecedent on textual surface. This research talks about the observation of the activities or processes involved in relation establishment between anaphors and textual elements called anchors, which serves as support to sense emergence, making possible an implicit textual connection. The referenciation is conceived as a colaborative construction of objects of discourse, objects whose existence is established in the discourse, emerging in the symbolic and intersubjective practices, evaluating in flexible form. The sense of the words and expressions can suffer some changes, given the contextual variation or interspeaker variations, the world descriptions showing uncompleted. To elaborate the analyses in graduation students texts, we took as a start point MARCUSCHI (2001a), who does an approach about indirect anaphors. We collected graduating students texts, students of the Universidade da Região de Joinville - São Bento do Sul Camp, from Counts, Economics, Letters and Education Courses.pt_BR
dc.format.extentvii, 119 f. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectTextopt_BR
dc.subjectCoesao textualpt_BR
dc.subjectAnáforas indiretaspt_BR
dc.subjectDissertações - Letras - Letraspt_BR
dc.titleAnáforas indiretas e sua ancoragem a antecedentes implícitospt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record