Show simple item record

dc.contributor.authorNagata, Renato Mitsuopt_BR
dc.contributor.otherHaddad, Maria Angelicapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Biológicas. Programa de Pós-Graduaçao em Zoologiapt_BR
dc.date.accessioned2010-09-17T12:15:11Z
dc.date.available2010-09-17T12:15:11Z
dc.date.issued2010-09-17
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/24272
dc.description.abstractResumo: A variação espaço-temporal da composição e densidade de cnidários planctônicos foram estudadas ao longo de uma transecção perpendicular a costa, na plataforma interna do Paraná. Amostragens mensais de zooplâncton foram realizadas entre novembro de 1997 e março de 1999, juntamente com parâmetros hidrográficos e climatológicos. Foram encontradas 7395 medusas, 2185 colônias de sifonóforos e 21 larvas de ceriantos, divididas em 31 taxa, com 21 identificados ao nível de espécie. É o primeiro registro da medusa Eutonina scintillans no Sul do Brasil e de larvas de ceriantos e das medusas Cirrholovenia tetranema, Amphogona apsteini, Solmaris corona e Bougainvillia frondosa na costa do Paraná. Os holoplanctônicos Liriope tetraphylla e Muggiaea kochi representaram mais de 80% dos espécimes e predominaram numericamente em todo o período. O gradiente costa – oceano foi evidenciado pela presença de (i) uma assembléia costeira formada por L. tetraphylla e medusas meroplanctônicas nas isóbatas de 10, 15 e 20 m e (ii) uma assembléia de plataforma externa, formada pelas medusas Corymorpha gracilis e Aglaura hemistoma e sifonóforos, nas isóbatas de 25 e 40 m. A drenagem estuarina nos períodos quentes e chuvosos diminuiu a salinidade média nas estações costeiras para perto de 30 e 32,5. O ingresso de espécies de plataforma externa, para as isóbatas de 15 e 20 m ocorreu apenas no final de outono e inverno, quando houve menor precipitação e maior salinidade média. Dois picos de abundância com máxima diversidade ocorreram no verão de 1998, nas isóbatas de 15 e 20 m e no final do inverno do mesmo ano, nas isóbatas de 10 e 15 m, ambos seguiram aumentos nas densidades de larvas de moluscos e copépodes. Os valores de salinidade e temperatura associados à ocorrência das espécies estão dentro dos limites reportados na literatura. Já os padrões sazonais não são congruentes, considerando séries temporais da costa Sul e Sudeste do Brasil.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleVariação espaço-temporal da densidade de Cnidários Planctônicos na Plataforma interna do Paraná, Brasilpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record