Show simple item record

dc.contributor.advisorRenaux, Sigrid Paula Maria Lange Scherrer, 1938-pt_BR
dc.contributor.authorOliveira, Willy Torresin dept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Letraspt_BR
dc.date.accessioned2019-11-01T17:02:58Z
dc.date.available2019-11-01T17:02:58Z
dc.date.issued1994pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/24227
dc.descriptionOrientadora: Sigrid Renauxpt_BR
dc.descriptionCoorientador :pt_BR
dc.descriptionAutor não autorizou a divulgação do arquivo digitalpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Parana, Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes, Curso de Pós-Graduação em Letraspt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração :pt_BR
dc.description.abstractResumo: Este estudo focaliza a primeira fase literária de William Saroyan, demonstrando que a mesma possui maior profundidade e riqueza em termos de forma e conteúdo do que observada pelos críticos. A análise de uma seleção de seis contos de The Daring Young Man on the Flying Trapeze and Other Stories revela a presença, nesta fase literária, de uma dimensão existencial através da presença de um protagonista que possui as características do Herói Absurdo, e o fato de que este conteúdo existencial é eficientemente estabelecido pelo uso do conto lírico revelando o aspecto inovador, porém não reconhecido, do trabalho de William Saroyan. A Introdução inicia-se pela revisão da crítica desfavorável inicialmente recebida pelo primeiro livro de Saroyan, seguida por uma discussão de sua extensa carreira literária, herança étnica e influências, terminando com o objetivo deste trabalho e a metodologia adotada. O Capitulo 2 trata especificamente de considerações teóricas sobre o tema do Herói Absurdo, fornecendo uma estrutura conceitual baseada nos escritos de Albert Camus, nos permitindo detectar os aspectos existenciais e absurdos da primeira fase de ficção curta de Saroyan. A primeira parte do Capitulo 3 focaliza alguns aspectos teóricos do Conto Lírico, já que Saroyan fez uso desta modalidade do conto para a produção expressionista de seus temas existenciais, seguidos pela análise individual de cada conto escolhido. Esta parte é concluida com uma descrição do estilo literário de Saroyan nesta coleção, argumentando que Saroyan desenvolveu sua própria "voz" literária. O capitulo 4 realiza uma combinação dos elementos fornecidos pela análise dos contos individuais juntamente com os conceitos teóricos do Absurdo, construindo o perfil do Herói Saroyano presente nos mesmos, revelando o fato de que este protagonista possui as características do Herói Absurdo. A Conclusão demonstra que a combinação destes aspectos revela que a primeira fase literária de Saroyan não recebeu uma avaliação crítica apropriada, já que tais importantes aspectos foram ignorados e seu trabalho imerecidamente relegado como literatura de qualidade inferior por seus críticos, que deixaram de observar que nesta fase Saroyan inovou tanto em termos de forma como de conteúdo, através de contos que possuem valor literário e artístico permanente.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: This study focuses on William Saroyan's early short fiction in order to demonstrate that it possesses a far richer and deeper content than observed by critics. An analysis of a selection of six short stories from The Daring Young Man on the Flying Trapeze and Other Stories reveals the presence of an existential dimension in Saroyan's early work, expressed through the presence of a protagonist who bears the characteristics of the Absurd Hero. This existential content is effectively foregrounded in the use of the lyric short story form, thus revealing the unrecognized innovative nature of Saroyan's first literary phase. The Introduction starts with a review of the initial unfavorable criticism generated by Saroyan's first book, followed by a discussion of his extensive literary career, ethnical heritage, influences, and the purpose of this study along with the methodology adopted. Chapter 2 deals specifically with theoretical considerations on the theme of the Absurd Hero, providing a conceptual framework based on the writings of Albert Camus, which enables us to detect the existential and absurdist aspects in Saroyan's early short fiction. The first part of Chapter 3 focuses on some theoretical aspects of-the Lyric Short Story, since Saroyan employed this short story mode for the expressionist rendering of his existential themes, followed by an individual analysis of each selected story. This section is concluded with a description of Saroyan's literary style in this collection, arguing that he developed his own peculiar literary "voice". Chapter 4 combines elements from the analysis of the stories with the theoretical concepts of the Absurd and builds the profile of the Saroyan Hero present in the selection, revealing that this protagonist bears the characteristics of the Absurd Hero. The Conclusion demonstrates that these combined aspects reveal that Saroyan's first literary phase did not receive proper critical evaluation since these important aspects were overlooked and his work unjustly dismissed as minor literature by his early critics, who failed to observe the fact that in his early short fiction Saroyan innovated both in form and in content, through stories possessing lasting literary and artistic worth.pt_BR
dc.format.extent187f. ; 29cm.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languageInglêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectSaroyan, William - Crítica e interpretação - Crítica e interpretaçãopt_BR
dc.subjectDissertações - Letras - Letraspt_BR
dc.subjectCNPqpt_BR
dc.titleWilliam Saroyan's hero in The Daring Young Man on the Flying Trapezept_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record