Show simple item record

dc.contributor.authorCanali, Lutécia Beatriz dos Santospt_BR
dc.contributor.otherMoraes, Anibal de, 1956-pt_BR
dc.contributor.otherSa, João Carlos de Moraespt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Agronomiapt_BR
dc.date.accessioned2012-12-03T14:59:29Z
dc.date.available2012-12-03T14:59:29Z
dc.date.issued2012-12-03
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/24203
dc.description.abstractResumo: No sistema plantio direto (SPD), a ausencia de revolvimento do solo associada a manutencao dos residuos culturais na superficie estimula a atividade da biomassa microbiana, ativando a decomposicao dos residuos culturais e gerando um fluxo continuo de C e N, o que afeta a reorganizacao dos agregados e altera os compartimentos da materia organica do solo (MOS). O objetivo deste estudo foi avaliar a dinamica da decomposicao de culturas de inverno (aveia preta, ervilhaca e nabo forrageiro) e verao (milho, feijao e soja) e sua contribuicao para o aporte de carbono organico na fracao labil da materia organica do solo e nos macroagregados e a relacaode estratificacao. Este estudo foi realizado num experimento de longa duracao que se encontra sob plantio direto ha 18 anos, na Estacao Experimental da Fundacao ABC, localizada em Ponta Grossa, PR. A dinamica da decomposicao dos residuos culturais foi avaliada de forma quantitativa, atraves da taxa da decomposicao e a meia-vida dos residuos culturais (RC) e de forma qualitativa, atraves da determinacao dos constituintes organicos, suas relacoes e indices de qualidades. No solo foram determinadas as quantidades totais e a evolucao do estoque de C e N na fracao labil da materia organica (> 53 ƒÊm) e o conteudo e estoque de C e N nos macroagregados e a relacao de estratificacao. A taxa de decomposicao dos residuos culturais foi avaliada em oito tempos de amostragem: 0, 10, 25, 45, 70, 100, 135 e 175 dias apos o manejo ou colheita das culturas. A taxa de conversao de C dos RC para a fracao labil da materia organica do solo foi determinada na profundidade de 0-10 cm, onsiderando dois tempos de amostragem do solo: no inicio do experimento, em outubro de 2006 (t1) e ao final de doze meses, em outubro de 2007(t2). Nos macroagregados do solo (19-8; 8-4 e 4-2 mm) foi determinado carbono organico total (COT) e nitrogenio total (NT) em tres profundidades (0-2,5; 2,5-5 e 5-10 cm) em outubro de 2007. A perda media de fitomassa durante a decomposicao dos residuos culturais de inverno foi significativamente diferente conforme a sequencia: ervilhaca > aveia preta = nabo forr geiro. A comparacao das medias dos residuos culturais de verao revelou que o feijao apresentou a maior taxa de ecomposicao, seguido pela soja, enquanto o milho apresentou a menor taxa de decomposicao. A meia-vida dos residuos culturais apresentou a seguinte sequencia: milho (173 dias) > soja (116 dias) > feijao (87 dias) > aveia preta (69 dias) = nabo forrageiro (69 dias) > ervilhaca (46 dias). O conteudo de lignina associado ao conteudo de nitrogenio e o fator preponderante no controle da taxa de decomposicao dos residuos. O conteudo de nitrogenio e carboidratos soluveis e determinante para a velocidade do processo de decomposicao e conversao de C dos residuos culturais para o estoque de C no solo. A taxa media de conversao de C dos RC para o estoque de C-labil no solo, independente das sucessoes foi de 31,3%. O estoque de C-labil variou de 0,27 a 0,91 Mg ha-1 e a media das sucessoes foi de 0,70 Mg ha-1. A porcentagem da classe de macroagregados de 19-8 mm foi significativamente superior as demais, e representou 71,9% na media das sucessoes e profundidades. O conteudo de COT e NT na camada de 0-2,5 cm foi significativamente superior em todas as classes de agregados, independente das sucessoes de culturas, e reduziu em profundidade, indicando a formacao de estratificacao no perfil do solo, devido ao aporte continuo de materia organica atraves dos residuos culturais. O conteudo e o estoque de COT aumentaram quando a sucessao incluiu especies de relacao C:N mais alta (aveia preta, milho e soja). A sucessao de cultura que apresentou o maior conteudo e estoque de C no solo foi a aveia preta-soja e a relacao C:N desta sucessao foi significativamente superior as demais, independente da classe de agregado e rofundidade. Independente das sucessoes, o conteudo de COT e NT (g kg-1) e o estoque de COT e NT (kg ha-1) na classe de macroagregados 19-8 mm foi significativamente superior as demais classes em todas as profundidades. Observou-se relacao linear significativa entre o conteudo e o estoque de COT com a relacao de estratificacao na classe de macroagregados de 19-8 mm. Estes resultados confirmam a mportancia do sistema plantio direto que, pelo nao revolvimento do solo e pelo aporte continuo de residuos culturais, propicia a formacao de macroagregados grandes (19-8 mm) e mais estaveis, que favorecem a rotecao fisica da materia organica no seu interior, com consequente aumento no conteudo e estoque de C e N no solo.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectResiduos agricolaspt_BR
dc.subjectPlantio diretopt_BR
dc.subjectSolos - Teor de carbonopt_BR
dc.subjectSolos - Teor de nitrogeniopt_BR
dc.titleDecomposição de resíduos culturais e sua contribuição nos macroagregadose na fração lábil da matéria orgânica do solo no sisytema plantio diretopt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record